Notícias

Festival de Cannes reconfirma Spike Lee como presidente do júri 2021

Publicado em 16/03/21 às 12h52

O que era para ter acontecido no ano passado, foi confirmado em 2021: o cineasta norte-americano Spike Lee será o presidente do júri da competição do 74º. Festival de Cannes, que está marcado entre 6 e 7 de julho próximos. Como se recorda, o festival 2020 foi cancelado devido à pandemia. Esta é a primeira vez que um afrodescendente preside este júri - embora os júris do festival no passado já tenham incluído artistas afrodescendentes, caso da cineasta Ava DuVernay e do ator Will Smith, entre outros.
 
Num pequeno vídeo divulgado pelo festival, Spike manifesta sua alegria pelo novo convite de Cannes, feito pelo diretor-geral Thierry Frémaux. Disse ele: “É com muita humildade que aceito seu convite. Será magnifique! Tenho um lugar especial no meu coração para Paris, a França e o Festival de Cannes. Em 1986, meu primeiro filme, Ela Quer Tudo, foi projetado lá e essa foi minha entrada no mundo do cinema. Então, Cannes sempre terá um lugar muito profundo em meu coração”.
 
O trajeto do diretor é mesmo notável em Cannes. Em 2018, recebeu o Grande Prêmio do Júri em Cannes pelo filme Infiltrado na Klan, que lhe deu, posteriormente, seu primeiro Oscar pelo roteiro adaptado e uma indicação (a primeira) como diretor. Antes disto, Lee já havia vindo outras seis vezes a Cannes: em 1986, com Ela Quer Tudo, na Quinzena dos Realizadores; em 1989, pela primeira vez na competição à Palma de Ouro com Faça a Coisa Certa; em 1991, pela segunda vez nesta competição com Febre na Selva; em 1996, fora de competição, com Garota 6; em 1999, novamente na Quinzena, com O Verão de Sam; em 2002, na seção Un Certain Regard, como um dos diretores do filme coletivo Ten Minutes Older; e finalmente em 2018, pela terceira vez na competição oficial com Infiltrado na Klan.

Outras notícias