Notícias

Em edição online e gratuita, Mostra de Cinema de Gostoso inicia-se quarta (10)

Publicado em 08/03/21 às 10h19

Uma das salas de cinema mais especiais do calendário de festivais brasileiro, a Mostra de Cinema de Gostoso exibe anualmente filmes a céu aberto na paradisíaca Praia do Maceió, em São Miguel do Gostoso (RN). Este ano, a 7ª Mostra de Cinema de Gostoso será realizada de 10 a 14 de março, porém em formato online, sob as condições excepcionais exigidas pela pandemia da Covid-19. Se por um lado nesta edição não será possível contar com a experiência das exibições ao ar livre, a edição online apresentará uma vasta programação em homenagem ao cinema brasileiro. Serão exibidos 34 filmes que poderão ser acessados através do site www.mostradecinemadegostoso.com.br e estarão hospedados na plataforma de streaming Innsaei.TV https://innsaei.tv/. Toda a programação ficará disponível durante os cinco dias da Mostra.
 
Com direção geral e curadoria de Eugenio Puppo e Matheus Sundfeld, o eixo temático proposto para esta edição irá centrar-se no debate a respeito da memória, em suas diversas facetas, enveredando por temáticas que abordem e valorizem a memória audiovisual brasileira. Esse eixo leva em consideração o estado de crise que se encontram os órgãos de preservação da memória audiovisual brasileira. A Cinemateca Brasileira, maior acervo audiovisual da América do Sul, por exemplo, zela por mais de 250 mil rolos de filmes e, atualmente, passa por uma das maiores dificuldades de sua história.
 
Além da exibição de filmes brasileiros contemporâneos, realização de masterclasses (com Ines Aisengart Menezes, Ismail Xavier e Thiago de André), laboratório de projetos e vídeos pré-gravados com cineastas, a programação contará com filmes raros de nossa cinematografia, que foram digitalizados recentemente e que são inéditos em plataformas de streaming.
 
Mostra Nacional
Serão exibidos seis longas e dez curtas-metragens brasileiros produzidos em 2020 e 2021. Cada filme será acompanhado de um vídeo com perguntas e respostas com o(a) respectivo(a) diretor(a), a respeito do processo de criação e produção dos filmes e das temáticas abordadas. Filmes selecionados:
 
Longas-metragens
Açucena – Dir.: Isaac Donato; BA; 2021
Antena da Raça - Dir.: Paloma Rocha e Luis Abramo; SP; 2020
Até o Fim – Dir.: Glenda Nicácio e Ary Rosa; BA; 2020
Cavalo - Dir. Rafhael Barbosa e Werner Salles; AL; 2020
Cidade Correria – Dir.: Juliana Vicente; RJ; 2020
Nu?hu? yãg mu? yõg hãm: essa terra é nossa! – Dir.: Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero; MG; 2020
 
Curtas-metragens
4 Bilhões de Infinitos – Dir.: Marco Antônio Pereira; MG; 2020
A Morte Branca do Feiticeiro Negro - Dir.: Rodrigo Ribeiro; SC; 2020
Casa com Parede – Dir.: Dênia Cruz; RN; 2020
De Vez em Quando eu Ardo – Dir.: Carlos Segundo; MG; 2020
Lora – Dir.: Mari Moraga; SP; 2020
Mestre Marciano – Dir.: Igor Ribeiro e Rubens dos Anjos; RN; 2021
Ser Feliz no Vão – Dir.: Lucas Rossi; RJ; 2020
Trindade – Dir.: Rodrigo Meireles; MG; 2020
Urubá – Dir.: Rodrigo Sena; RN; 2020
Vai Melhorar – Dir.: Pedro Fiuza; RN; 2020
 
Mostra Acervo
Cada um(a) dos(as) seis diretores(as) dos longas-metragens da Mostra Nacional indicou uma obra brasileira, que inspirou sua formação enquanto realizador(a). Os(as) diretores(as) gravaram um vídeo falando sobre o motivo da escolha, que será veiculado antes do início de cada filme da Mostra Acervo. Além das obras escolhidas pelos(as) realizadores(as), será exibido Cinemateca Brasileira (1993), documentário dirigido pelo cineasta paulista Ozualdo Candeias, que acompanha o início da transferência da Cinemateca Brasileira para a sede atual.
 
Vidas Secas – Dir.: Nelson Pereira dos Santos; 1963. Escolhido Isaac Donato.
Copacabana Mon Amour – Dir.: Rogério Sganzerla; 1970. Escolhido por Ary Rosa e Glenda Nicácio.
São Bernardo – Dir.: Leon Hirszman; 1972. Escolhido por Rafhael Barbosa e Werner Salles.
Claro – Dir.: Glauber Rocha; 1975. Escolhido por Paloma Rocha.
Bicho de Sete Cabeças – Dir.: Laís Bodanzky; 2000. Escolhido por Juliana Vicente.
Martírio – Dir.: Vincent Carelli; 2016. Escolhido por Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero.
Cinemateca Brasileira - Dir.: Ozualdo Candeias; 1993
 
Outros detalhes sobre a programação podem ser obtidos nos links abaixo:
 
Site Oficial: http://mostradecinemadegostoso.com.br
Plataforma de streaming: https://innsaei.tv/
Facebook: https://www.facebook.com/mostradecinemadegostoso/
Site Heco Produções: www.heco.com.br
Site Portal Brasileiro de Cinema: www.portalbrasileirodecinema.com.br



Outras notícias