Notícias

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro inicia edição mais compacta e online

Publicado em 14/12/20 às 20h35

Começa nesta terça (15) a 53a edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro que, pela primeira vez em sua história e seguindo a tendência de um ano atípico pela pandemia, será totalmente online. Os mais de 30 filmes selecionados, entre longas e curtas, das mostras competitiva e Brasília, poderão ser assistidos no Canal Brasil e nos canais de streaming Globo (não sendo assinante, deve-se fazer cadastro). O festival prossegue até domingo (20). 
 
Com curadoria e direção artística do premiado documentarista Silvio Tendler, o festival selecionou neste ano uma maioria de filmes documentais em sua mostra competitiva de longas - caso de Espero que esta te encontre e que esteja bem, de Natara Ney (PE/RJ/MS); Por onde anda Makunaíma, de Rodrigo Séllos (RR); A luz de Mário Carneiro, de Betse de Paula (RJ); Entre nós talvez estejam multidões, de Aiano Benfica e Pedro Maia de Brito (MG/PE) e Ivan, o TerRível, de Mario Abbade (RJ). Também entra na competição a ficção baiana Longe do Paraíso, de Orlando Senna.
 
Na Mostra Brasília, os quatro longas selecionados são também documentários: Cadê Edson?, de Dácia Ibiapina; Candango, Memórias de um Festival, de Lino Meirelles; Utopia e Distopia, de Jorge Bodanzky e O mergulho na piscina vazia, de Edson Fogaça.
 
Outros detalhes, além de informações sobre os curtas-metragens e atividades paralelas, como debates - que acontecerão via zoom -, podem ser obtidos no site:  www.cultura.df.gov.br

Outras notícias