De volta à Itália

Ficha técnica


País


Sinopse

Pai e filho, Robert e Jack, são um tanto afastados. Quando recebem uma casa de herança na Itália, viajam juntos para vender o imóvel. E, chegando lá, descobrem que, primeiro, deverão fazer uma reforma.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

25/10/2021

As razões pessoais para Liam Neeson se envolver em De Volta à Itália são bastante claras. Primeiro, o filme é um veículo para seu filho, Micheál Richardson, protagonizar. Segundo, o tema é bastante caro aos dois: pai e filho em viagem para a Itália, para vender uma casa que herdou de sua falecida esposa. Escrito e dirigido pelo ator James D’Arcy, aqui estreando na direção, o filme é um amálgama de várias coisas já vistas no gênero “viajar mudou a minha vida”, incluindo Sob o Sol da Toscana e Um bom ano.
 
Na vida real, Neeson e Richardson perderam sua mulher e mãe, Natasha Richardson, num acidente com esqui, em 2009, o que traz o filme bem próximo a eles. Neeson interpreta Robert, um artista boêmio, que não é muito próximo do filho, Jack. A viagem é um bom motivo para que se reaproximem. O jovem está vivendo um divórcio conturbado, e sair de Londres também o ajudará a enfrentar esse momento.
 
Quando chegam à villa herdada, descobrem que o local está caindo aos pedaços. Anda assim, pensam em vender nas condições que está. A agente imobiliária que contratam (Lindsay Duncan), no entanto, alerta que, sem reforma, será impossível vender. O que vem pela frente não é difícil de imaginar: eles mesmos farão a reforma, e, com isso, pai e filho ficarão mais próximos, superando as diferenças e traumas do passado. Como bônus, novos amores surgem em suas vidas.
 
D’Arcy, conhecido por atuar em filmes como Dunkirk e O Exorcista: O início, não desvia de nenhum clichê que aparece em seu caminho. Jack quer vender a casa logo, assim poderá comprar a galeria de arte da família de sua ex-mulher e continuar com seu trabalho. Mas, antes disso, conhece Natalia (Valeria Bilello), dona de um restaurante por quem se apaixona e transforma sua vida.
 
Neeson, tirando férias dos trabalhosos filmes de ação, parece estar se divertindo bastante, e ele merece. Mas não deve ser De Volta à Itália que fará o nome de seu filho em Hollywood, nem o de D’Arcy como diretor. Nem o belo cenário da Toscana redime o longa, pois é filmado de uma forma que mais parece artificial, assim como os italianos e as italianas que ali vivem.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança