O Bom Doutor

Ficha técnica


País


Sinopse

Cheio de problemas e desgostoso com sua carreira, um médico, após sofrer um acidente, coloca um farsante no seu lugar. Malek é um entregador de comida que aceita passar-se por médico, recebendo as instruções por celular enquanto atende aos pacientes.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

13/07/2021

Em O Bom Doutor, o veterano Michel Blanc interpreta Serge Mamou-Mani, um clínico geral que está de plantão na noite de Natal. Cansado da profissão há um bom tempo, ele não tem a menor empatia por seus pacientes, quer atendê-los logo, livrar-se deles e pronto. Não que queira ir para casa. Sem família, sua vida está sem rumo, na verdade. Ele vai à casa dos pacientes, faz logo a consulta e sai.
 
Dirigido por Tristan Séguéla, o filme pinta um retrato cheio de cinismo desse homem cansado. Acompanhamos suas consultas, que, graças ao seu mau humor, geram momentos engraçados – ao menos dentro do filme, na vida real, um médico como Mamou-Mani não teria nada de divertido. A questão muda de figura quando seu caminho cruza com o de Malek (Hakim Jemili, um youtuber francês famoso que estreia muito bem no cinema), um entregador  de comida, cheio de bom humor e boa vontade até demais.
 
Um incidente força a parceria dos dois. O médico passa a ter dificuldades de se locomover, e coloca Malek para fingir ser ele e atender aos pacientes, graças ao celular com fones de ouvido. O jovem entregador assume o posto do doutor, entra no apartamento das pessoas, faz consultas, receita remédios e tratamentos a partir do que o outro lhe diz por telefone.
 
A situação é improvável, mas funciona dentro do longa – que, aliás, não será surpresa se um dia ganhar um remake em língua inglesa. O Bom Doutor é um filme da Natal e, assim, segue algumas convenções do gênero, como a ideia de aprendizado. É por meio de Malek, do carinho e atenção que tem com os pacientes, que Mamou-Mani deverá redescobrir seu amor por sua profissão.
 
Há alguns momentos, no entanto, bastante reveladores da dinâmica social de classes. Malek, ainda entregador, vai até um apartamento, onde é mal recebido. Horas depois, agora como “médico”, é preciso voltar ao mesmo local e fazer um atendimento. Apesar de temer ser reconhecido, a invisibilidade de sua profissão – os clientes mal o olham – permite que ele continue com a farsa, e até se vingue.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança