About Some Meaningless Events

About Some Meaningless Events

Ficha técnica

  • Nome: About Some Meaningless Events
  • Nome Original: About Some Meaningless Events / De quelques événements sans signification
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: Marrocos
  • Ano de produção: 1974
  • Gênero: Documentário
  • Duração: 77 min
  • Classificação: 12 anos
  • Direção: Mostafa Derkaoui
  • Elenco:

País


Sinopse

Em meados dos anos de 1970, o cineasta marroquino Mostafa Derkaou realizou um híbrido entre documentário e ficção que abordava o estado político e social de seu país. O longa foi proibido e dado como perdido por décadas, até que foi reencontrrado e lançado.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

25/01/2021

Dado como perdido, About some meaningless events é um  clássico marroquino e o retrato de uma época, mas também um questionamento e uma ode à arte cinematográfica. Dirigido por Mostafa Derkaoui, o filme foi banido de seu país em 1974, sendo considerado perdido. Até que em 2016, negativos foram encontrados num arquivo em Barcelona, e o longa redescoberto. Mais do que a curiosidade por causa da proibição, o documentário merece ser visto por seus próprios méritos.
 
O questionamento central, explícita e implicitamente, é o papel da arte, em especial, do cinema, obviamente, na sociedade. Para isso, Derkaoui reúne um grupo de jovens diretores num bar em Casablanca, que depois saem às ruas, às docas, perguntando a desconhecidos e desconhecidas o que acham do cinema marroquino. Já seria uma meditação sobre o estado das artes naquele momento, de sua sempre conturbada relação com o público, e já bastaria como combustível para um longa. As imagens no bar são descompromissadas, pessoas conversando e bebendo, de vez em quando, um técnico de som. Já que os atores não vieram, as pessoas no próprio estabelecimento servirão de intérpretes.
 
Corta para: externa, à luz do dia transeuntes são questionados sobre o cinema marroquino, e como esse deveria ser. Os entrevistados e as entrevistadas se mostram bastante conscientes, levantando uma série de questões sociais que poderiam ser exploradas, como desemprego e problemas políticos. Volta para o bar: novamente uma cena noturna, e um crime acontece.
 
Estaria aí a ruptura entre realidade e encenação que tanto parece interessar a Derkaoui? Quando um suspeito é entrevistado, é real ou apenas uma encenação? Em que medida isso interessa ao filme? E ao público? O diretor, que também assina a montagem, está fazendo um jogo de cena, uma investigação sobre os limites e contenções do realismo, da representação da fantasia e do real. O resultado é um painel de uma cidade vibrante, mas também repleta de problemas e questões. A câmera, comandada por Mohamed Abdelkrim Derkaoui, irmão do cineasta, é inquieta e curiosa.
 
Derkaoui parte de uma forma estabelecida pelos franceses Jean Rouch, Edgar Morin, Chris Marker e Pierre Lhomme, de entrevistas conduzindo o documentário, e as toma para si. O fato de Marrocos ter sido uma colônia da França (que conquistou a independência em 1956) traz novas nuances a About some meaningless events, num contexto pós-colonial. A teórica do pós-colonialismo indiana Gayatri Chakravorty Spivak pergunta num ensaio famoso “pode o subalterno falar?”. Esse documentário parece questionar algo semelhante: “pode o subalterno filmar?” Não havia uma indústria cinematográfica consolidada no país quando Derkaoui filmava, mas seu interesse sempre foi uma parcela do público. Não queria fazer o tipo de entretenimento fácil, como era comum no país, nem algo obscuro e hermético para meia-dúzia de críticos. Encontrar uma espécie de meio-termo era o seu desejo, e as entrevistas nas ruas e docas de Casablanca serviriam para isso.
 
A resposta parecia estar ligada às questões da realidade, aos assuntos sociais que tensionavam os trabalhadores e trabalhadoras. Dois golpes militares frustrados no Marrocos, em 1971 e em 1972, ou seja, bem pouco antes da produção do filme, colocaram o país, governado pelo Rei Hassan II, numa situação de isolamento e grande tensão interna, o que explica o banimento do documentário – apenas exibido na França em 1975, e depois perdido por quatro décadas.
 
Visto hoje, quase meio século depois, About some meaningless events não perdeu seu vigor – a sociedade marroquina não se transformou tanto, mas essa nem é a questão. Esse era um filme à frente do seu tempo nos anos de 1970, e continua ainda assim no século XXI, tendo muito a dizer sobre as questões sociais e sobre como fazer cinema.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança