New Life S/A

Ficha técnica


País


Sinopse

Jovem arquiteto tem uma grande oportunidade ao ser encarregado do planejamento de um grande projeto imobiliário por seu sogro, rico e inescrupuloso. Usando seus contatos políticos, o sogro dribla os entraves ambientais. Na propaganda, o projeto vende um novo modo de vida, representado por uma família vivida por atores, que mora permanentemente num dos apartamentos decorados.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

01/12/2020

Veterano diretor de fotografia e curta-metragista de Brasília, André Carvalheira estreia na ficção com New Life S.A. , que cai como um objeto não identificado em sua mistura de tons e gêneros. Sem dúvida, a ficção fala de questões sociais ao criar uma espécie de drama com um toque surreal em torno de um arquiteto (Renan Rovida), envolvido num grande projeto arquitetônico, patrocinado por seu sogro rico e gângster (Murilo Grossi).
 
O projeto está sendo construído no limite de uma reserva ambiental, diante de uma ocupação – que o sogro pretende eliminar pela força em breve, contando para isso com seus capangas armados. Paralelamente, a propaganda do novo empreendimento, New Life, envolve toda uma operação de marketing, como se realmente vendesse um novo modo de vida, o que envolve a representação de uma família, interpretada por atores, e que ocupa permanentemente um dos apartamentos decorados, realizando uma espécie de performance de comercial de margarina toda vez que um cliente em potencial os visita, como um estranho reality show.
 
Curiosamente, esta bizarra ideia do roteiro de Aurélio Aragão realmente foi encontrada depois na vida real: uma situação similar ocorreu em Goiânia, num shopping center.
 
Toda essa mistura, numa crítica social sem dúvida pertinente, em tempos de especulação imobiliária e empreendedorismo armado, no entanto, não funciona orgânica nem satisfatoriamente ao longo do filme, cuja estranheza em muitos momentos distancia e não engaja a pensar criticamente o tema de que está tratando. Há problemas, por exemplo, no desenvolvimento dos personagens, marcadamente a figura da esposa do arquiteto (Fernanda Rocha), cuja passividade dormente ultrapassa os limites da congruência, mesmo numa história que não se pretende completamente realista.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança