Madame Bovary

Ficha técnica


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

21/02/2003

Nesta adaptação - uma das muitas - do clássico de Gustave Flaubert, o diretor Claude Chabrol tira o máximo partido da presença de uma atriz com os dotes de sua protagonista, Isabelle Huppert. Exímia como sempre, Huppert enche os contornos de Emma Bovary, uma camponesa pobre, filha de um sitiante, no século XIX. Sem nenhuma perspectiva de ascensão social à vista, ela encontra no casamento de interesse com um médico de província, Charles Bovary (Jean-François Balmer), a oportunidade de emancipação econômica e o que ela pensa que será o ingresso numa grande vida social, plena de emoções.

Não tarda muito, porém, Emma descobre que o marido é muito menos rico e mais acomodado do que ela imaginava. Esgotada a euforia da cerimônia de casamento e uma ocasional ida a Rouen para uma noite na ópera, Emma descobre-se enterrada na rotina da província. Encontra um escape para a sua energia em sucessivos casos extraconjugais, com um proprietário rural (Christophe Malavoy) e um estudante de Direito (Lucas Belvaux). Ao mesmo tempo, ela se individa num nível cada vez mais perigoso para sustentar seus prazeres.

O grande acerto da interpretação de Huppert está em colocar em evidência a enorme sede de viver de sua personagem, aproximando o espectador da humanidade desta que é uma das grandes personagens trágicas da literatura mundial. A intérprete francesa ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Moscou/91.

Cineweb-21/2/2003

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança