Os Fantasmas de Scrooge

Ficha técnica


País


Sinopse

Um sujeito mal-humorado e mesquinho receberá a visita de fantasmas na época do Natal e isso transformará a sua vida.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/11/2009

O romance Um Conto de Natal, de Charles Dickens, ganha nova versão para o cinema, desta vez pelas mãos de Robert Zemeckis e com a cara de Jim Carrey no papel do avarento Ebenezer Scrooge. Mesmo destinado ao público infantil (a censura é de apenas 10 anos), a história parece um pouco assustadora, ainda que seja para essa nova turma da geração videogame. Os efeitos especiais e a maquiagem dos personagens tornam o clima permanentemente sombrio, graças principalmente aos efeitos em 3D.

Jim Carrey encarna bem o papel do amargo Scrooge, incapaz de um sorriso ou de uma boa ação para melhorar a vida de seus semelhantes. Se lembrarmos que a história se passa na Londres de fins do século XIX, quando era comum crianças trabalharem longas jornadas nas fábricas para diminuir a penúria da família, o quadro fica ainda mais pesado. Zemeckis dilui essa carga ao contrapor a rabugice e maldade do empresário mesquinho à bondade dos demais adultos e à alegria permanente das crianças, sempre dispostas a divertir-se, mesmo passando frio e fome.

A história começa com a morte do velho sócio de Scrooge, na véspera de Natal, e é retomada sete anos depois, novamente na comemoração da festa cristã, que tem tudo para ser igual a todas já vividas pelo empresário. Ele continua pagando mal seus funcionários, alheio aos pedidos de ajuda de pessoas necessitadas e indiferente diante daqueles que congelam nas ruas sem ter o que comer. Mas esse Natal será inesquecível para o velho, na solidão de sua casa que mais parece um castelo mal-assombrado dos tradicionais contos de fadas.

Enquanto bebe uma mísera sopa (ele não gasta dinheiro na preparação da ceia natalina), passando frio mesmo ao lado da lareira (ele nunca compra carvão suficiente), percebe que algo estranho acontece na casa e sente que não está sozinho. A súbita aparição do fantasma de seu sócio, morto há sete anos, paralisa-o na poltrona. Ele traz uma mensagem aterrorizante: outros três fantasmas se materializarão nas próximas horas, cada um com uma mensagem: o espírito dos Natais passados, o do Natal presente e o do Natal futuro.

O espírito dos Natais passados fará Scrooge voltar no tempo e relembrar sua infância e adolescência, quando ele ainda não tinha uma pedra de gelo no lugar do coração; o do Natal presente mostrará as condições difíceis em que vive Bob Cratchit (Gary Oldman), seu funcionário dedicado, que tem um filho deficiente; o do Natal futuro, o mais assustador de todos, o fará repensar sua própria vida.

A cada viagem no tempo, Scrooge sofrerá uma série de castigos e receberá lições sobre seu mau comportamento. Depois de tantos percalços, ele quer saber se ainda é possível corrigir seus erros, mesmo que seu tempo seja escasso. E, como ensina a moral da história, o Natal é uma boa época para fazer um balanço sobre quem somos.

Luiz Vita


Comente
Comentários:
  • 04/12/2012 - 16h04 - Por karen e um fim muito bem eu adorei
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança