Do Inferno

Ficha técnica


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

17/02/2003

O pai de todos os serial killers, Jack O Estripador, nasceu no final do século XIX, uma era conservadora e de grande desigualdade social - um clima que lembra muito os nossos tempos. Naqueles dias do longo reinado da rainha Vitória, como hoje, a família real gostava de esconder seus podres. Se bem que, comparados às indiscrições ao telefone do príncipe Charles com sua amante, o acobertamento dos pecados da alta classe sugeridos por esta história parecem uma simples brincadeira.

Mais do que meramente situar esse jogo sobre a identidade do criminoso mais famoso do século XIX na aristocracia inglesa - uma hipótese que nada tem de nova - os gêmeos e diretores americanos Albert e Allen Hughes souberam fazer uma ligação direta entre o bairro de Whitechapel, onde Jack matou barbaramente cinco prostitutas no outono de 1888, e o cotidiano violento das periferias das grandes metrópoles neste começo de século XXI. Por isso é que, à parte os cenários de época - trabalho de primeira do desenhista de produção Martin Childs (vencedor do Oscar de direção de arte em 98 por Shakespeare Apaixonado) -, a sensação é que se caminha numa história moderna em que os personagens usam roupas excêntricas como se fosse por acaso, movidos que são por emoções bem contemporâneas.

Trabalham muito a favor dessa grande qualidade da produção o fato de a base do roteiro ter sido uma história em quadrinhos, escrita por Alan Moore e ilustrada por Eddie Campbell em 99, e a atuação como sempre muito sutil de Johnny Depp. Na pele do inspetor Fred Abberline, Depp transforma-se num herói romântico e decaído, um policial honestamente devotado à investigação da verdade, muito embora ele não lide bem com a sua própria. A viuvez o abateu a ponto de viciar-se em ópio, o que obriga seu fiel parceiro, o sargento Peter Godley (Robbie Coltrane, o Hagrid de Harry Potter e a Pedra Filosofal), a resgatá-lo de muquifos infectos, quase sempre inconsciente.

A droga não consegue obscurecer, porém, uma malcompreendida clarividência - em seus sonhos e delírios com o ópio, o inspetor costuma antecipar detalhes dos crimes do Estripador. Nem por isso o filme se encaminha para uma senda sobrenatural. Bem ao contrário. Depp compõe um paladino da justiça cuja excessiva lucidez não serve a um sono tranqüilo nem garante um mínimo de paz em tempos tão obscuros. Ao seu lado, Heather Graham, belíssima com cabelos tingidos de vermelho, transpira uma delicada sensualidade como a frágil mas decidida líder das prostitutas, Mary Kelly.

Contando com intérpretes dessa qualidade, ao lado de atores britânicos do primeiro time - caso de Coltrane e Ian Holm, o Bilbo Bolseiro de O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel - os jovens diretores marcam pontos para subir seu cacife profissional, depois de começarem a carreira com dramas urbanos pesados como Perigo para a Sociedade (93) e Ambição em Alta Voltagem (95).

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança