Festivais

Cine Ceará 2021

Baseado em histórias de seu avô, a diretora uruguaia Alicia Cano Menoni viaja à Itália em busca de histórias de sua família, retratadas no documentário "Bosco" (foto). Os três curtas da noite competitiva, "O Durião Proibido", "Foi um tempo de poesia" e "Ausências", igualmente mergulharam na construção de histórias pessoais.

Cine PE 2021

A 25ª edição do Cine PE chegou ao fim na noite desta sexta-feira (26), no Teatro do Parque, e consagrou o romance “Deserto Particular” como o Melhor Longa-Metragem escolhido pelo Júri Oficial do evento. O filme, de Aly Muritiba, que reflete sobre os afetos masculinos no Brasil contemporâneo, através da história de Daniel (Antonio Saboia), um policial que acaba cometendo um erro que põe em risco sua carreira e honra.

45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Encerrando a 45ª Mostra, a tradicional repescagem reúne, até 7 de novembro), 131 títulos, exclusivamente na plataforma Mostra Play – para a qual é preciso um cadastro para poder adquirir os ingressos (R$ 12) e assistir aos filmes. Reunimos alguns dos títulos disponíveis, resenhados pela equipe do Cineweb.

10º Olhar de Cinema

"Rio Doce" (foto), de Fellipe Fernandes, e "Rolê - Histórias dos Rolezinhos", de Vladimir Seixas, foram os grandes vencedores da décima edição do festival paranaense, encerrada nesta quinta (14). Entre os curtas, o melhor filme foi o francês "Vikken", de Dounia Sichov. Confira a relação completa dos premiados.

Festival de Gramado 2021

"Carro Rei", o longa protagonizado por Matheus Nachtergaele (foto) venceu 4 Kikitos: melhor filme, direção de arte, desenho de som e trilha musical. A comédia pop paranaense "Jesus Kid", de Aly Muritiba, conquistou outros 3 prêmios: direção, roteiro e ator coadjuvante (Leandro Daniel Colombo). Ambos os filmes comentam e satirizam o impasse político do País.

"Os arrependidos" e "Presidente" são os vencedores do É Tudo Verdade

Na Competição Brasileira, o documentário vencedor foi "Os Arrependidos" (foto), de Ricardo Calil e Armando Antenore. Na Competição Internacional, o dinamarquês "Presidente", de Camilla Nielsson. Ambos serão reprisados na próxima terça (20), na plataforma É Tudo Verdade/Looke.

Documentário “A Meia Voz” vence o 30° Cine Ceará

O filme A Meia Voz, de Patricia Pérez e Heidi Hassan, foi o vencedor do Cine Ceará. O documentário autobiográfico ganhou o Troféu Mucuripe nas categorias de melhor Longa-metragem e melhor montagem, para Heidi Hassan, Patricia Pérez e Diana Toucedo, e prêmio no valor de R$ 20 mil para distribuição do filme no Brasil.

Cine PE 2020: documentário sobre sertão encerra festival

Com "Nós, que ficamos" (foto), de Eduardo Monteiro, sobre famílias do sertão pernambucano que resistem à migração, e o drama carioca "O buscador", de Bernardo Barreto, que focaliza uma crise numa família rica e dividida, terminou a 24a. edição do Cine PE, este ano em formato híbrido, via TV e streaming.

"17 quadras" e "Eyimofe" vencem a Mostra SP

O documentário norte-americano "17 Quadras" (foto), de Davy Rothbart, e a ficção nigeriana "Eyimofe ("Este é meu desejo"), de Arie Esiri e Chuko Esiri, foram os grandes vencedores da 44ª Mostra de SP para o júri oficial. Outros prêmios foram dados pelo público e pela crítica. A repescagem da Mostra começa hoje (5) e vai até dia 8/11.

"Luz nos Trópicos" vence o Olhar de Cinema

Uma viagem pela história e pela natureza das Américas, "Luz nos Trópicos" (foto) foi o longa vencedor, na opinião do júri do festival Olhar de Cinema. Para o público, ganhou "A Metamorfose dos Pássaros", de Catarina Vasconcelos, também premiado com a Melhor Contribuição Artística. E, para o júri da Abraccine, o melhor foi o longa mexicano "Los Lobos", de Samuel Kishi.

Vencedores do É Tudo Verdade terão reprise na terça

O É Tudo Verdade reprisará nesta terça os dois longas-metragens vencedores das mostras competitivas: "Libelu - Abaixo a Ditadura", de Diógenes Muniz (foto), e "Colectiv", de Alexander Nanau. Os links para os filmes poderão ser acessados gratuitamente pelo site do festival.

"King Kong en Asunción" e o colombiano "La Frontera" ganham os principais troféus em Gramado

O longa brasileiro "King Kong en Asunción" (foto), de Camilo Cavalcante, e o colombiano "La Frontera", de David David, ganharam os principais troféus da 48ª edição do festival gaúcho, que superou o desafio da pandemia com exibições multiplataforma.

Ganhador do Urso de ouro retrata resistência e critica pena de morte no Irã

Ganhador do Urso de Ouro, o drama iraniano "There is no evil", de Mohammad Rasoulof, faz uma denúncia ética sobre a pena de morte em regimes autocráticos e reflete posição engajada do diretor, condenado à prisão em seu país, por suposta "propaganda contra o governo islâmico".

Brasília termina com saldo positivo, apesar de tudo

Houve vaias, carta interrompida, protestos, mas o festival, vencido por um filme dirigido por uma mulher (Maya Da-rin), que retrata o mundo indígena, manteve sua energia, mantendo espaço para falar de política e grandes temas nacionais, como a representatividade e a violência. Por Neusa Barbosa

"Pacarrete" conquista três prêmios em Gostoso

O filme Pacarrete, de Allan Deberton, conquistou três prêmios na 6ª Mostra de Cinema de Gostoso, realizada em São Miguel do Gostoso (RN): júri popular, imprensa e Prêmio DOT Cine – DCP de longa-metragem.

Repescagem exibe 29 filmes da seleção da Mostra

A partir desta quinta (31/10) e até o dia 6/11, o CineSesc recebe sessões de 29 filmes que se destacaram na 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Integram o programa extra da Mostra, filmes premiados como "Honeyland", "Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", "Dente de Leite e System Crasher".

"Greta" é o grande vencedor do Cine Ceará

Greta, de Armando Praça, foi o grande vencedor do Cine Ceará.  A produção cearense ganhou o Troféu Mucuripe nas categorias de melhor longa-metragem, direção e ator para Marco Nanini (foto).

Gramado realiza sua edição mais aguerrida

Marcada por protestos e defesa do cinema diante de cortes e ameaças de censura, o festival gaúcho tornou-se palco de resistência, sem deixar de contemplar a criatividade - que se expressou, de maneira particular, no grande vencedor desta edição, o cearense Pacarrete (foto), de Allan Deberton.

Olhar de Cinema 2019

O júri da Mostra Competitiva do Olhar de Cinema elegeu o longa-metragem brasileiro "Diz a ela que me viu Chorar", de Maíra Bühler, como o melhor filme desta edição.

Cannes 2019

A distopia futurista "Bacurau", de Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, ficou com um dos prêmios mais importantes desta edição, dividido com o drama social francês "Les Misérables", de Ladj Ly. A Palma de Ouro foi dada ao sul-coreano "Parasite", de Bong Joon-Ho, uma cástica sátira político-social. O espanhol Antonio Banderas e a inglesa Emily Beecham levaram os prêmios de atuação.

Começa a repescagem com destaques da Mostra

A repescagem oferece uma nova chance de o público assistir a filmes que estiveram na programação das duas semana da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Integram a programação extra da Mostra, que acontece no Cinesesc de 1º a 7/11, parte dos finalistas do Troféu Bandeira Paulista, e filmes premiados pelo público e pela crítica, como Cafernaum e ¡Las Sandinistas!, em pelo menos três sessões diárias.

"Temporada" é o grande vencedor em Brasília

Longa mineiro, dirigido por André Novais Oliveira, levou os prêmios de melhor filme, direção de arte, fotografia, ator coadjuvante (Russão) e atriz (Grace Passô). A melhor direção e o prêmio da Abraccine ficaram para o longa "Los Silencios", de Beatriz Segnier (SP). Por Neusa Barbosa

"Petra" é o grande vencedor do Cine Ceará

O filme dirigido pelo veterano Jaime Rosales ficou com os troféus de melhor longa, direção, ator, roteiro e melhor longa para a crítica - Prêmio Abraccine. Entre os curtas, os mais premiados foram "O vestido de Myriam" (RJ) e o pernambucano "Nova Iorque".
Por Neusa Barbosa

"Homens que jogam" vence Olhar de Cinema de Curitiba

O filme esloveno-croata “Homens que Jogam” foi o vencedor do Olhar de Cinema 2018, encerrado nesta quarta-feira. O longa-metragem brasileiro “Sol Alegria”, de Tavinho Teixeira e Mariah Teixeira, recebeu o prêmio especial do júri, que ainda concedeu ao filme “Boa Sorte”, de Ben Russell, o prêmio de Contribuição Artística.

Palma de Ouro vai para o Japão precário de Hirokazu Kore-eda

No final, deu Japão. O delicado, mas também intenso drama Une affaire de famille/Shoplifters, de Hirokazu Kore-eda levou a Palma de Ouro. Seu concorrente direto, o fortíssimo BlacKkKlansman, do norte-americano Spike Lee, passou raspando, levando o segundo prêmio mais importante, o Grande Prêmio do Júri.

Repescagem traz alguns destaques da Mostra

Como já é tradicional, alguns filmes da Mostra serão novamente exibidos na repescagem realizada no CineSesc. A programação extra começa nesta quinta-feira (2/11) e termina no dia 8. A programação traz seleção dos títulos desta edição e parte dos finalistas do Troféu Bandeira Paulista, além de alguns filmes das retrospectivas de Alain Tanner e Agnès Varda.

Festival do Rio consagra "As boas maneiras"

O longa "As Boas Maneiras", da dupla paulista Juliana Rojas e Marco Dutra, foi o grande vencedor do Festival do Rio. O filme venceu os troféus de melhor longa de ficção pelo júri da Première Brasil, melhor longa para o júri da FIPRESCI, troféu Félix de melhor longa de ficção, melhor atriz coadjuvante (Marjorie Estiano) e melhor fotografia (para o português Rui Poças).Por Neusa Barbosa

Brasília consagra longa mineiro "Arábia"

Vencedor de cinco prêmios - melhor filme para o júri oficial, melhor longa para o júri Abraccine, melhor montagem, trilha sonora e ator (Aristides de Sousa), o longa mineiro "Arábia", de Affonso Uchoa e João Dumans consagrou-se numa edição do festival que destacou a voz dos excluídos e invisibilizados sociais. Por Neusa Barbosa

11ª Cine BH

"Bangkok Nites", de Katsuya Tomita, uma coprodução entre Tailândia, Japão, Laos e França, que concorreu no Festival de Locarno, apresentou os dilemas da trajetória de Luck, uma prostituta de luxo, lutando com problemas familiares e pessoais para afirmar-se num país devastado pelo colonialismo. O filme apresenta ecos de Apichatpong Weerasethakul, o mais celebrado diretor tailandês. Por Neusa Barbosa

Cine Ceará 2017

O drama "Ninguém está olhando", de Julia Solomonoff, que aborda a crise pessoal de um ator homossexual que se auto-exila em Nova York, obteve os troféus de melhor filme, ator, montagem do júri oficial e também o de melhor longa pela ABRACCINE (Associação Brasileira dos Críticos de Cinema). Por Neusa Barbosa