10º Olhar de Cinema

Olhar de Cinema 2021 divulga suas premiações


Os longas-metragens Rio Doce (foto), de Fellipe Fernandes e Rolê - Histórias dos rolezinhos, de Vladimir Seixas, foram os grandes vencedores do 10º Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba. O júri, formado por Heloísa Passos, realizadora e diretora de fotografia; Janaína Oliveira, pesquisadora e curadora, e Cíntia Gil, curadora, atribuíram aos filmes, respectivamente, o Prêmio Olhar de Melhor Filme e o Prêmio Especial do Júri. 
 
Rio Doce também foi o escolhido como o melhor filme brasileiro pelo júri da Mostra Novos Olhares/Melhor Filme Brasileiro, formado pelos programadores e curadores Greg de Cuir Jr., Emilie Bujès e Ana Souza. Já Rolê foi a escolha do público.
 
Entre os curtas-metragens, o ganhador do Prêmio Olhar de Melhor Filme foi o francês Vikken, de Dounia Sichov. Na mesma mostra, Emilie Serri, com seu Sonhos de Damasco, foi reconhecida com o prêmio de Contribuição Artística. Na mostra Outros Olhares, o júri formado pelos curadores Wood Lin e Alia Ayman e pela realizadora Dea Ferraz destacou o filme Rumo ao Norte, dirigido por Angelo Madsen Minax. Crime Culposo, de Shahram Mokri, foi o longa-metragem vencedor do Prêmio Novos Olhares. Já a crítica escolheu o argentino Estilhaços, de Natalia Garayalde, para receber o Prêmio Abraccine, concedido pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema.
 
Amanhã, nas redes sociais do Olhar de Cinema, será anunciado o vencedor do Prêmio Cinefilia, entregue àquele que assistiu a mais filmes durante o festival.
 
Confira a lista completa de premiados, que estarão disponíveis no site do festival a partir das 19h de hoje (15-10) até as 23h59 de amanhã::
 
Mostra Competitiva
 
Longas-metragens:
Prêmio Olhar de Melhor Filme
Rio Doce , de Fellipe Fernandes 
 
Prêmio Especial do Júri
Rolê - Histórias dos rolezinhos, de Vladimir Seixas 
 
Prêmio de Contribuição Artística
Sonhos de Damasco | Damascus Dreams, de Emilie Serri 
 
Curtas-metragens:
Prêmio Olhar de Melhor Filme
Vikken | Vikken, de Dounia Sichov
 
Menção Honrosa
Ouça a batida das nossas imagens, de Maxime Jean-Baptiste e Audrey Jean-Baptiste
 
Mostra Outros Olhares
Melhor longa-metragem
Rumo ao Norte / North de Current, de Angelo Madsen Minax
 
Menção honrosa
Apenas o Sol / Nothing But The Sun, de Arami Ullon
 
Mostra Novos Olhares
 
Melhor Filme 
Crime Culposo | Careless Crime, de Shahram Mokri 
 
Menção Honrosa:
A Cidade Dos Abismos, de Priscyla Bettim e Renato Coelho.
 
Prêmio de Melhor Longa Brasileiro das Mostras Competitiva, Outros Olhares e Novos Olhares.
Rio Doce, de Fellipe Fernandes 
 
Menção Honrosa
A Matéria Noturna, de Bernard Lessa
 
Prêmio de Melhor Curta Brasileiro das Mostras Competitiva e Outros Olhares
Vencedor: Uma Paciência Selvagem Me Trouxe Até Aqui, de Érica Sarmet 
 
Menção Honrosa
Chão De Fábrica, de Nina Kopko 
 
Júri AVEC-PR
Prêmio AVEC-PR Leandro Schip Olhar de Cinema
Mirador, de Bruno Costa
 
Menção honrosa do Júri AVEC-PR
Perto de você, de Cássio Kelm
 
Júri Abraccine
Vencedor: 
Estilhaços | Splinters, de Natalia Garayalde 
 
Menção honrosa: 
O Sonho do Inútil, de José Marques de Carvalho Jr.
 
Prêmio do Público
Rolê - Histórias dos rolezinhos, de Vladimir Seixas
 
SERVIÇO
10º Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba
De 6 a 14 de outubro de 2021
No site do Olhar de Cinema

Deixe seu comentário:

Imagem de segurança