Cannes 2019

Programa seleção imperdível, com Brasil na competição

Neusa Barbosa, de Cannes

O 72º Festival de Cannes, que começa nesta terça (14), terá uma edição recheada de medalhões, alguns premiados em anos anteriores, inclusive com Palma de Ouro, a honraria máxima. Estão na disputa principal os irmãos Dardenne, Ken Loach, Quentin Tarantino, Abdellatif Kechiche, Pedro Almodóvar, Terrence Malick, Arnaud Desplechin, Marco Bellocchio, Jim Jarmusch  (autor do filme de abertura, o terror cômico The Dead Don’t  Die)– e também, pela segunda vez, o brasileiro Kléber Mendonça Filho, voltando à competição pela Palma de Ouro depois de 3 anos (quando participou com Aquarius) com o novíssimo Bacurau, codirigido por Juliano Dornelles. O filme terá sua sessão de gala já nesta quarta (15) à noite.
 
Dos 47 filmes anunciados, 13 são dirigidos por mulheres – quatro deles, na competição pela Palma de Ouro (Céline Sciamma, Jessica Hausner, Justine Triet e Mati Diop, esta última a primeira cineasta negra na competição de Cannes, que é sobrinha do falecido diretor senegalês Dlibril Diop Mambéty). Esta maior presença feminina é resultado a pressão exercida por aqui em tempos recentes, inclusive na composição dos júris. Em 2019, como no ano passado, há paridade de representação de gêneros (quatro homens e quatro mulheres, no júri que escolhe a Palma, presidido pelo cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu).

Na seção Un Certain Regard - em que o Brasil compete com A Vida Invisível de Eurídice Gusmão (foto), de Karim Aïnouz, exibido na próxima segunda (20) -, metade dos filmes anunciados são dirigidos por estreantes, o que sinaliza a vontade de revelar novos talentos - o que é atribuição assumida pela seção paralela Semana da Crítica, que apresenta primeiros e segundos filmes em sua competição. Já na Quinzena dos Realizadores, outra tradicional seção paralela e igualmente competitiva, combinam-se veteranos e novatos - entre estes últimos, a brasileira Alice Furtado, concorrendo com seu longa de estreia, Sem Seu Sangue, um drama ambientado no universo adolescente, programado em sessão na próxima quinta (23).  .

A lista dos filmes da Seleção Oficial:

Competição

Filme de abertura: “The dead don’t die” (Jim Jarmusch)

“Bacurau” (Kleber Mendonça Filho & Juliano Dornelles)
“A Hidden Life” (Terrence Malick)
“It Must Be Heaven” (Elia Suleiman)
“Once Upon a Time in Hollywood” (Quentin Tarantino)
“Mektoub, my love: Intermezzo” (Abdellatif Kechiche)
“Les Misérables” (Ladj Ly)
“Little Joe” (Jessica Hausner)
Atlantique” (Mati Diop)
“Matthias and Maxime” (Xavier Dolan)
“Oh Mercy!” (Arnaud Desplechin)
“Dolor y Gloria” (Pedro Almodóvar)
“Parasite” (Gisaengchung) (Bong Joon Ho)
“Portrait de la jeune fille en feu” (Céline Sciamma)
“Sibyl” (Justine Triet)
“Sorry We Missed You” (Ken Loach)
“Il Traditore” (Marco Bellocchio)
“The Whistlers” (La Gomera) (Corneliu Porumboiu)
“The Wild Goose Lake (Nan Fang Che Zhan De Ju Hui) (Diao Yinan)
“Le Jeune Ahmed” (Jean-Pierre Dardenne & Luc Dardenne)
“Frankie” (Ira Sachs)

Un Certain Regard

“A Vida Invisivel de Eurídice Gusmão” (Karim Aïnouz)
“Adam” (Maryam Touzani)
“Beanpole” (Dylda) (Kantemir Balagov)
“La femme de mon frère” (Monia Chokri)
“Bull” (Annie Silverstein)
“The Climb” (Michael Covino)
“Evge” (Nariman Aliev)
“Liberté” (Albert Serra)
“Jeanne” (Bruno Dumont)
“Chambre 212” (Christophe Honoré)
“Papicha” (Mounia Meddour)
“Port Authority” (Danielle Lessovitz)
“Summer of Changsha” (Liu Yu Tian) (Zu Feng)
“Les hirondelles de Kabul” (Zabou Breitman & Eléa Gobé Mévellec)
“O Que Arde” (Olivier Laxe)
“Zhuo Ren Mi Mi” (Midi Z)
“La famosa invasione degli orsi di Sicilia” (Lorenzo Mattoli)
“Odnazhdy v Trubchovske” (Larissa Sadilova).

Fora de competição

“Les plus belles années d’une vie” (Claude Lelouch)
“Diego Maradona” (Asif Kapadia)
“La Belle Époque” (Nicolas Bedos)
“Rocketman" (Dexter Fletcher)
“Too Old to Die Young – North of Hollywood, West of Hell” (Nicolas Winding Refn)

Sessões da meia-noite

”The Gangster, the Cop, the Devil” (Lee Won-Tae)
“Luz Aeterna” (Gaspar Noé)
Sessões especiais
“Family Romance, LLC.” (Werner Herzog)
“For Sama” (Waad Al Kateab, Edward Watts)
“Que Sea Ley” (Juan Solanas)
“Share” (Pippa Bianco)
“Être vivant et le savoir” (Alain Cavalier)
“Chicuarotes” (Gael García Bernal)
“La Cordillera de los Sueños” (Patricio Guzmán)
“Ice on Fire” (Leila Conners)
“Ward 5B” (Dan Krauss)
“Tommaso” (Abel Ferrara)

Deixe seu comentário:

Imagem de segurança