Festival de Cannes 2010

Cannes divulga prêmios paralelos

Neusa Barbosa

Cannes - Domingo, muito sol e expectativa de uma Palma de Ouro imprevisível. Enquanto ela não é diivulgada, o que acontece esta noite, circulam os prêmios paralelos. Na seção Un Certain Regard, o vencedor foi o filme coreano Hahaha, de Hong sangsoo – uma comédia de encontros e desencontros amorosos, muito falada, que empresta o clima de filmes de Éric Rohmer e Woody Allen mas tem seu peculiar sentido de humor.
 
Também saíram premiados aqui dois dos raros filmes latino-americanos desta seleção – o argentino Los Lábios, de Santiago Loza, que levou um premio coletivo de interpretação para suas atrizes, e o peruano Octubre, de Daniel e Diego Veja, vencedor do prêmio especial do júri, presidido pela cineasta francesa Claire Denis.
 
Na Semana da Critica, o Grande Prêmio ficou para o longa Armadillo, de Janus Metz, e o curta Berik, de Daniel Joseph Borgman. E, na seção Cinéfondation, dedicada aos curtas de formatura de estudantes de cinema de todo o mundo, o júri presidido pelo cineasta canadense Atom Egoyam escolheu para o primeiro prêmio o finlandês Taulukauppiat (The Painting Sellers), de Juho Kuosmanem. O segundo prêmio ficou para o francês Coucou-les Nuages,de Vincent Cardona. Em terceiro, empataram o norte-americano Hinkerort Zorasune, de Vatche Boulghourjian, e Ja Vec Jesam Sve ono Sto Zelim da Imam, do sérvio Dane Komjen.

Deixe seu comentário:

Imagem de segurança