Celulóide Digital

Oswaldo Montenegro, o alegre menestrel autocrítico

Por Neusa Barbosa em 29/04/2010

Famoso menestrel das multidões, Oswaldo Montenegro é o tipo de artista que a crítica adora odiar. Eu mesma, que não sou crítica de música, só de cinema, confesso que abomino o tipo de canções que o tornaram famoso. O que dizer daquele corte de cabelo medonho, aquele cruzamento de look Pigmaleão dos anos 70 com bruxo Gandalf de O Senhor dos Aneis?
 
Agora, Montenegro ataca como cineasta, no musical Léo e Bia, exibido em primeira mão pelo Cine PE, o festival de Recife. O que me deu oportunidade de conhecê-lo ao vivo e descobrir, para minha surpresa, uma pessoa inteligente e simpaticíssima. Melhor ainda, com a autocrítica em dia.
 
No debate/entrevista coletiva do filme, Montenegro manifestou uma bela posição sobre a crítica – que ele sabe muito bem o quanto o apedreja, de norte a sul do País. Sem problemas, para ele, que diz que a crítica está no seu direito, afinal, é opinião. E não se furtou também a dar pedradas nos colegas artistas que ficam todos dodois quando um crítico espinafra o seu trabalho, como se estivesse xingando sua mãe.
 
Para Montenegro, os artistas têm que parar de se dar tanta importância. Ele mesmo se acha um “sortudo”, um “cagão”. E diz que os artistas são os “bobos da corte” e, se acharem alguém que goste do que fazem, é muita sorte. Nada melhor do que desfrutar disso e ir em frente, deixando os críticos em paz com seu trabalho.
 
O menestrel diz que até ele mesmo acha terríveis algumas músicas que fez – Histérica, por exemplo. De seu trabalho teatral, destaca A Lista como “um dos piores textos já escritos”. Que sorte que eu nem sei do que ele está falando, não conheço nada disso.
 
À parte esta saudável postura de não levar-se muito a sério, no bom sentido, o músico também toma o bom partido da alegria. Criticou esse vício de um “pessimismo europeu” que os brasileiros deram de adotar, para ele, especialmente a partir dos anos 80, deixando para trás os anos hippies, a paz, o amor, o desbunde e a esquerda festiva, que estão no centro do seu filme. Que pode não ser a melhor coisa do mundo, mas é sincero, ao menos.
 
Foto: Daniela Nader/Divulgação

Comente
Comentários:
  • 30/04/2010 - 17h07 - Por Marcelo Lopes Juro que não é perseguição nem pretensão de minha parte mas, Neusa, você novamente não falou do filme! Isto é uma reportagem autoral sobre a entrevista do Oswaldo Montenegro e não a crítica sobre o seu filme.
  • 02/05/2010 - 15h58 - Por Neusa Barbosa Marcelo, realmente não falei aqui - no blog, eu quero mesmo comentar a figura do Oswaldo e não o filme.
    Sobre o filme, leia a minha cobertura do Festival do Recife,ok?
    abs
    Neusa
  • 07/05/2010 - 14h52 - Por Zilda Acho a crítica muito cruel, adoro as músicas de Osvaldo, inclusive A Lista!
  • 08/05/2010 - 15h57 - Por Neusa Barbosa oi Zilda:
    Respeito sua opinião.
    Sei que o Montenegro tem milhões de fãs e acho que não fui tão cruel, não.
    Eu até gostei muito da pessoa dele - achei-o muito aberto a receber críticas, o que é raro.
    Mas continuo não gostando das músicas dele - e do corte de cabelo.
    abs
    Neusa
  • 24/05/2010 - 19h54 - Por Marcelo Lopes Valeu, Neusa. Ta perdoada. rs.
    Ah! Gosto muito do Montenegro e das músicas dele.
  • 07/07/2010 - 17h12 - Por Maria do Socorro Vieira Dantas Oavaldo, Vou vêr seu show aqui em recife nesta 6ª dia 09/07/2010. Por favor não deixe de cantar AGONIA.
  • 26/07/2010 - 16h56 - Por JOANA AMO,AMO,AMO,LOUCAMENTE APAIXONADA PELO OSWALDO,SUAS MUSICAS TOCAM MINHA ALMA,TENHO APENAS 21, MAS AMO A LISTA!
  • 27/09/2010 - 17h30 - Por Angélica Amo Oswaldo Montenegro! As músicas idem!
    Cada um rem seu gosto, concorda?
    Para q detonar tanto? Importe-se mais na crítica do trabalho e não da pessoa!
    Importe-se mais com seu trabalho q para fazê-lo precisa de mais conteúdo e não essa podridão q mostra.
  • 25/10/2010 - 19h43 - Por Ricardo Costa Tudo de bom para todos. Neuza você precisa estudar mais filosofia para entender o bruxo Montenegro e mergulhar na sensibilidade de não se ter preocupação com o mundo comum. Devo isso ao Oswaldo que me ensina a andar de botas velhas e sentar ao pé dos cristais com o mesmo peso do servil. Beijão Neuza.
  • 26/10/2010 - 08h34 - Por Neusa Barbosa Oi Ricardo:
    Eu ainda não estudei tanto Filosofia, mas gostei muito da pessoa Oswaldo Montenegro, que conheci em Recife.
    Agora, das músicas, eu continuo não gostando... Na boa! Com todo o respeito.
    Cada um com seu gosto, sem dúvida.
    abraço,

    Neusa
  • 02/12/2010 - 09h38 - Por Robson Todas as opiniões são válidas, mas na minha opinião trata-se de um artista fantástico e grandioso e o Oswaldo tá de sacanagem dizer que a belíssima canção "A lista", por ele tão bem escrita e interpretada, é um texto ruim. Pra encerrar o papo, trata-se de um dos maiores gênios da Música Brasileira aclamado por músicos de todas as gerações e que tem sempre o compromisso de resgate dos nossos grandes compositores como no belo trabalho "LETRAS BRASILEIRA I e II".
  • 02/02/2011 - 09h41 - Por Felipe Cara, A Lista é um musical. Ele se refere ao musical ser ruim, não a própria música A Lista que é um das preferidas dele.

    Agora, uma pessoa como a autora, se dizer crítica, e querer criticar Montenegro, sem nunca ter ouvido nem mesmo a Lista! Sem conhecer a obra ou ao menos ter assistido um show do artista.... é uma crítica muito infundada.
    Sugiro ouvir Sempre não é todo dia, metade, se puder, sem medo, bandolins, estrada nova, mel do sol,
  • 02/02/2011 - 11h01 - Por Neusa Barbosa Na boa, Felipe, quem falou que "A Lista" era ruim foi o Oswaldo, não eu. Ele é quem sabe do que estava falando, vc não acha? Um artista não pode mudar de ideia sobre o próprio trabalho, anos depois? Acho que pode, ainda mais se ele acredita em evoluir, o que eu acho que o Montenegro acredita.

    Eu sou crítica de cinema, Felipe, portanto, em música, não sou obrigada a ouvir tudo, mesmo, nem ir a shows de ninguém. Só o que eu prefiro, posso, me interesso. E eu teria que ser um extraterrestre chegando agora para não conhecer "Bandolins"... Claro que eu já ouvi várias músicas do menestrel, mas não gosto... É permitido. Este é um país livre.

    Incrível como o Montenegro tem fãs!!! Ele é uma pessoa carismática mesmo.

    abraço!!!

    Neusa
  • 18/03/2011 - 14h48 - Por li_na Não sou "mais uma". Sou A FÃ!!!

    O Menestrel é simplesmente maravilhoso!Consegue ser simples e muito profundo em sua envolvente delicadeza...
    É a sensibilidade personificada em música.

    li_na
  • 18/04/2011 - 11h59 - Por Martha Penso q além do corte de cabelo, é preciso perguntar como não se gosta do que não se conhece. Qq um q goste de poesia, aprecia Oswaldo Montenegro.Dê-se o direito de conhecer, Neusa E é preciso ressaltar sua belíssima voz e o quanto ele encanta com o violão e o piano. abçs,
  • 27/04/2011 - 00h30 - Por vanessa foerster Eu estou boquiaberta em saber que uma pessoa que se diz crítica de cinema (ou seja, alguém que deveria conseguir discernir o que é bom do que é... repetido, passado, ultraje, enfadonho... enfim) alguém assim deveria saber apreciar Oswaldo Montenegro, que pra mim sempre foi e sempre vai ser um dos maiores e mais completos artistas que o brasil já teve.
    sendo poeta, compositor, musico, diretor, ator... entre tantas outras coisas.
    mas não dá pra se esperar tanto de um país cheio de tanta gente IGUAL.
    é uma pena.

    minhas sinceras desculpas se de alguma forma fui grossa, mas eu achei de muito mal gosto as palavras da Dona Neusa quando citou:
    Que sorte que eu nem sei do que ele está falando, não conheço nada disso.

    assinando seu atestado de mau gosto e leviãnismo, por falar mal do que se quer ela conhece ou como ela mesmo disse... ENTENDE.
    seria melhor mesmo deixar pra quem sabe!
    abraço!
  • 03/07/2011 - 00h35 - Por Pedro Luis Neusa Barbosa, fiquei curioso: Que tipo de música você gosta???? Que tipo de música faz Oswaldo Montenegro?? Qual artista de uma outra área que não cinema teve a coragem de tirar dinheiro do próprio bolso para fazer um filme?
    Neusa , deixa eu te contar uma coisa , a moda agora não é mais falar "mal" do Oswaldo Montenegro. A moda agora é espinafrar astros que usam as leis de incentivo cultural para se locupletar(que tal?)
    Oswaldo Montenegro compos mais de 300 músicas. Entre vários estilos , blues , forro, valsa, balada. Letras que falam de angustia, solidão, medo, do dia a dia , de esperança de força e até de amor!
    Neusa, o Oswaldo Montenegro não é crítico de cinema , mas se fosse seria muito , muito melhor do que você

    Um abraço.
  • 03/07/2011 - 18h58 - Por Neusa Barbosa Pedro:
    se vc e os demais fãs do Oswaldo tivessem lido com mais atenção o que escrevi, veriam que eu lhe fiz,na verdade, um enorme elogio.

    O próprio Oswaldo admite que nem todo mundo gosta das músicas e peças dele - ele mesmo as critica!

    Por que os fãs não seguem este maravilhoso exemplo de tolerância pela opinião alheia?

    Respeito as opiniões de todos,não quero mudar as ideias de ninguém. Por isso, por gentileza, respeitem a minha. Também tenho direito a ela!!!

    abraço,

    Neusa
  • 27/07/2011 - 21h56 - Por andreaml Olá, tudo bem?
    Na carona dessa discussão toda sobre Oswaldo Montenegro, gostaria de anunciar a campanha deste magnifico poetae músico neste Blog.
    Participem!
    Abraço e obrigada,
    Oswaldo Montenegro Assessoria


    Oswaldo Montenegro premiará com R$ 30.000,00 os dois melhores clipes sobre a sua nova música
    "Eu quero ser feliz agora"

    Baixe a música e participe: www.oswaldomontenegro.com.br/concurso
    http://www.youtube.com/watch?v=xZQhVzXMS7Y
  • 27/07/2011 - 22h05 - Por andrea Respeito todas as opiniões. Respeito a sua, Neuza.
    Mas tomo a liberdade de dar a minha opinião: como crítica de cinema, quanto mais você conhecer a obra de quem é objeto de sua crítica, mais fundamento ela terá e mais respeitada será.
    Ouça a música A Lista. Com certeza te fará bem. A peça realmente deixou a desejar.
    Seu texto acima ficou sem uma clara posição - gosta ou não do artista? O filme te satisfez ou não? Gosta do trabalho do compositor ou só implica com seu cabelo? Suas opiniões poderiam ser mais profissionais. Acho que você poderia fazer um bom trabalho, se se aprofundasse mais. Pense nisso.
    Acredito em teu potencial.
    Abraços
    Andréa
  • 28/07/2011 - 13h15 - Por Neusa Barbosa Oi Andrea:

    Eu sempre me pauto pelo profissionalismo ao dar minhas opiniões.

    Não sou crítica de música,portanto, meu comentário sobre as músicas do Oswaldo são meramente pessoais. Questão de gosto, ouvido, cada um tem os seus.

    Não tenho obrigação de me aprofundar nisso. Muito menos tempo. O cinema me toma todo o que eu tenho...

    Gostei do Oswaldo como pessoa, achei-o super-aberto, inclusive às críticas. Ele mesmo foi o primeiro a se autocriticar.

    O filme é bem modesto, simplezinho. Não me satisfez muito não...

    E do cabelo dele, não é implicância, é meu gosto estético. Podem não gostar do meu também, o país é livre. Cada um tem os seus gostos, repito.

    Meu potencial, Andrea, eu vivo desenvolvendo, acredite. Tento todos os dias, acho que às vezes consigo.

    abraços!

    Neusa
  • 28/07/2011 - 16h06 - Por andreaml Neuza
    Quero deixar claro que minhas palavras foram, de verdade, no sentido construtivo.
    Entendo que, sendo crítica de cinema, seu tempo deva ser escasso. Vivo em círculo de amigos jornalistas, dentre eles críticos tanto de música como de cinema. E, acredite, um bom crítico de cinema será tão mais respeitado quanto mais de música ou dança ou teatro ele entender. Não profundamente, óbvio, mas com um mínimo de informação. Não vou citar nomes, mas os mais renomados críticos de cinema não só nacionais como internacionais, são capazes de falar sobre a obra de cantores, compositores, coreógrafos e por aí vai, com muita propriedade. Mesmo por que a crítica de um filme inclui a análise da trilha sonora, da fotografia etc, deste. E para se julgar a trilha sonora de um filme, há que se ter um mínimo de informação sobre seu compositor.
    Mas é apenas uma opinião. Sei, que sem a menor importância para você. Desculpe se estou me intrometendo no que não devo. Escrever críticas sem se informar a respeito dos músicos, mesmo dos que não se aprecia, mesmo sem conhecer as músicas mais importantes destes, a meunver não seria o ideal. Mas se você não pensa como eu, acho que você deve continuar nesta linha, mesmo porque está funcionando, pelo que entendi.
    Só falei porque vi em você um potencial bem maior do que detectei em seus textos. Desculpe, mais uma vez, me intrometer.
    Ab,
    Andréa
  • 28/07/2011 - 16h08 - Por andreaml Só pra complementar. Adoro este concurso de clipes que Oswaldo está promovendo. Concurso inusitado, inovador.
    Parabéns a Oswaldo, por mais essa.
  • 28/07/2011 - 16h43 - Por Neusa Barbosa Andrea:

    Vc continua a não compreender todo o sentido do que disse e está distorcendo minhas palavras.

    Nenhuma dúvida de que, se eu for analisar a trilha de um filme, mesmo não sendo crítica de música, vou me informar ao máximo, assim como sobre a fotografia,a montagem, o roteiro, a atuação, tudo que constitui o filme.

    Sendo profissional, como sou, e respeitada, porque séria, sempre fiz isso.

    Mas você, e outros leitores apressados deste post do meu blog, estão vendo coisas que não disse, não penso...

    Acima, eu só disse da minha ótima impressão sobre a pessoa Oswaldo Montenegro, boa praça, bon vivant, etc.

    Não fiz nenhuma apreciação da obra musical dele, porque, se fosse fazer, iria ouvir todas suas músicas com todo cuidado, etc. Não o farei, porque não cabe.

    Gente, eu escrevi um texto a favor do Oswaldo e até dizendo que o filme dele era sincero!! O que não me torna automaticamente uma fã de todas as suas músicas, peças, nem do penteado.

    Encerro aqui.

    Cada um na sua, paz para todos,

    abraço
  • 05/08/2011 - 17h31 - Por Andréa É, Neusa. Sinceramente, diante de como a coisa foi, acho sua frase perfeita pra nossa conversa:
    (Eu taF2mbém) Encerro por aqui.
  • 14/12/2011 - 19h09 - Por Ednair Barros adorei o seu texto, a entrevista e sua irreverência. você saiu do lugar comum. todo mundo já sabe, tim tim por tim tim do filme... seu humor ácido, a diferencia de muitos colegas de ofício. Um abraço!
  • 28/01/2014 - 14h45 - Por Jésus Pires Não gostar de ouvir Oswaldo Montenegro é sinônimo de não saber nada de música, de poesia e ter um péssimo gosto. Você deve gostar então de ouvir Luan Santana, Jorge e Matheus...
  • 29/01/2014 - 11h13 - Por Neusa Barbosa Meu caro Jésus:
    acredite se quiser, há tanta gente mais pra se ouvir na música brasileira e mundial do que esses que vc citou...
    o mundo é grande, a arte maior ainda.
    Não gostar do Oswaldo como músico não quer dizer nada, é só uma diferença de gosto.
    E o próprio cantor, ator, compositor não se incomoda... que pessoa aberta ele é e certos fãs não são, que pena.

    abs
  • 23/10/2015 - 12h26 - Por Marcelo Por isso que eu não acredito em críticas, é muito pessoal, é modo de pensar, particularmente gosto muito do Trabalho de Oswaldo, são poucas as canções ou declamações que não gostei, e a Lista não esta entre elas.
    Respeito a opinião de cada um, mas alguns comentários seriam desnecessários na presente reportagem. tem gente que gosta do Supla, tem gente que gosta do Kiss enfim gosto é gosto e gosto não se discute.

    abraço a todos
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança