Perfis

Quem vai ficar com Cameron Díaz?

Publicado em 06/02/03 às 13h23

imagem Filha de pai de origem cubana e mãe de origem alemã, a loira natural Cameron Diaz saiu de casa aos 16 anos para trabalhar como modelo da Elite Models no Japão. Foi capa de várias revistas, como Mademoiselle e Seventeen, e iluminou com sua beleza anúncios da Calvin Klein, Coca-Cola, Levi´s. Rodou o mundo até os 21 anos. Quando voltou à Califórnia, e já morando com seu namorado Carlos de La Torre, um produtor de vídeo com quem viveria por 5 anos, sabia que queria mais da vida. Por sugestão de seu agente, participou de testes para alguns filmes. Após 12 tentativas, foi escolhida para atuar ao lado de Jim Carey em O Máskara (The Mask, 1994). Sentiu a responsabilidade de estrear em projeto de um grande estúdio e teve uma úlcera. Isto, e uma contusão no pulso durante treinamento de artes marciais, fez com os produtores ficassem inseguros e a retirassem do elenco do que seria o seu segundo filme, Combate Mortal. Provavelmente se flagelam, hoje, ao lembrar da decisão equivocada.

Cameron deixou o grande estúdio e partiu para atuar em produções independentes. Nos três anos seguintes participou de O Último Jantar (The Last Supper, 1995), Nosso Tipo de Mulher (She´s the One, 1996), entre outros. Em Paixão Bandida (Feeling Minnesota, 1996), contracenou ao lado de Keanu Reeves, que ficou enfeitiçado. "Ela tem uma boca maravilhosa, que deveria ser declarada ilegal", suspirou.

Em 1997, voltou a atuar em um filme de grande orçamento, atuando ao lado de Julia Roberts em O Casamento do Meu Melhor Amigo (My Best Friend´s Wedding). Mas o filme que a alçou ao time das atrizes mais populares de Hollywood foi lançado em 1998, Quem Vai Ficar com Mary? (There´s Something About Mary), no qual contracenou com seu então namorado, Matt Dillon.

Com seu nome em todas as listas de atrizes mais sexies do cinema e depois de ser eleita pela revista People como uma das 50 mulheres mais lindas do mundo, interpreta uma personagem sem muito glamour em Quero Ser John Malkovich (Being John Malkovich, 1999), onde faz o papel da desleixada e atrapalhada esposa de John Cusac. Recebe sua primeira indicação a um prêmio importante, o Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante.

De adolescente irrequieta à atriz respeitada por seus pares, como demonstrado em Um Domingo Qualquer (Any Given Sunday, 1999), filme no qual contracena com Al Pacino e sob a direção de Oliver Stone, sua maturidade profissional se revela. Sua graça e humor são destaque em As Panteras. Cameron se firma como uma das boas atrizes reveladas na última década, o que pode ser comprovado em Gangues de Nova York, do diretor Martin Scorsese, com a atriz no elenco, ao lado de outro sex-simbol dos anos 90, Leonardo DiCaprio.

Curiosidades:
Ocupação: Atriz e Modelo
Namorado atual: Jared Leto (ator)
Ex: Matt Dillon (ator) e Carlos de La Torre
(produtor de vídeo)

Ana Vidotti


Outros perfis