Notícias

Spike Lee será o presidente do júri em Cannes

Publicado em 15/01/20 às 13h06

 O cineasta norte-americano Spike Lee será o presidente do júri do Festival de Cannes 2020. Esta é a primeira vez que um afrodescendente preside este júri - embora os júris do festival no passado já tenham incluído artistas afrodescendentes, caso da cineasta Ava DuVernay e do ator Will Smith, entre outros. Sobre a indicação, Lee declarou-se “honrado por ser a primeira pessoa da diáspora africana” a ocupar o posto.
 
Em 2018, Lee, 62 anos, recebeu o Grande Prêmio do Júri em Cannes pelo filme Infiltrado na Klan, que lhe deu, posteriormente, seu primeiro Oscar pelo roteiro adaptado e uma indicação (a primeira) como diretor. Antes disto, Lee já havia vindo outras seis vezes a Cannes: em 1986, com Ela Quer Tudo, na Quinzena dos Realizadores; em 1989, pela primeira vez na competição à Palma de Ouro com Faça a Coisa Certa; em 1991, pela segunda vez nesta competição com Febre na Selva; em 1996, fora de competição, com Garota 6; em 1999, novamente na Quinzena, com O Verão de Sam; em 2002, na seção Un Certain Regard, como um dos diretores do filme coletivo Ten Minutes Older; e finalmente em 2018, pela terceira vez na competição oficial com Infiltrado na Klan.
 
O Festival de Cannes acontece entre 12 e 23 de maio. Ainda serão proximamente anunciados os demais membros do júri, além da seleção de filmes, prevista para abril.
 
Foto: Nicola Goode/Divulgação

Outras notícias