Notícias

Cultura Inglesa Festival apresenta 3 mostras a partir de 24 de maio

Publicado em 22/04/19 às 10h43

Começa no próximo dia 24 de maio e prossegue até 16 de junho o 23o. Cultura Inglesa Festival. Evento anual e gratuito, este ano o festival terá três mostras: Cinefachada - novos diretores, mostra Heróis Britânicos e mostra de curtas produzidos por um edital da própria Cultura Inglesa.
 
A mostra Heróis Britânicos, realizada em parceria com o SP Cine, terá exibição de filmes clássicos com personagens britânicos que conectam o mundo dos games com o das telonas. São 9 filmes com exibições entre 24 e 26 de maio no Centro Cultural São Paulo.

Na sexta (24-5), o "Excalibur Day", com três obras que trazem as clássicas lendas do Rei Arthur: Lancelot, o primeiro cavaleiro (1995), Rei Arthur (2004) e Rei Arthur – A lenda da espada (2017). No sábado (25), o "Lara´s Day" apresenta três versões distintas de Lara Croft, a heroína britânica dos games: Lara Croft: Tomb Raider (2001), Lara Croft: Tomb Raider – A origem da vida (2003) e Tomb Raider: A origem (2018). E no domingo (26), o festival apresenta o "Detective Day", com três filmes clássicos britânicos de detetive: Os 7 suspeitos (1985), O enigma da pirâmide (1985) e Sherlock Holmes (2009). A retirada gratuita de ingressos acontece meia hora antes da primeira sessão de cada dia - um ingresso por pessoa.

Para quem curte a temática de games, pode aproveitar a maratona para visitar a exposição interativa "I, Game: Interpretar, Investigar, Imaginar" que também estará no Centro Cultural São Paulo durante todo o período do Festival.

Novos diretores

Já em parceria com o Instituto Tomie Ohtake nos dia 31 de maio, 1 e 2 de junho o Festival apresenta o Cine Fachada: Novos Diretores Britânicos, uma edição especial do projeto com exibição ao ar livre de três filmes de expoentes diretores do Reino Unido, inéditos nos cinemas de São Paulo. As três obras se destacam por sua originalidade e a repercussão internacional após sua estreia

O primeiro a ser exibido é o filme American Animals (2018), do multipremiado diretor e produtor Bart Layton, conhecido por abordar assuntos controversos. Conta a história de quatro jovens americanos, com temperamentos extremamente diferentes, que se juntam para roubar o livro mais valioso dos Estados Unidos. A mostra segue com I Am Not a Witch (2017), imprevisível filme da diretora Rungano Nyoni, nascida na Zambia e criada no País de Gales desde os 9 anos de idade. Sua produção coleciona 16 prêmios – entre eles o Prêmio Revelação do BAFTA – e 26 indicações, como a de representante do Reino Unido no Oscar 2019 na categoria Melhor Filme Estrangeiro.

Finalizando a edição especial do Cine Fachada, Beast (2017), o romance sombrio do diretor Michael Pearce. Vencedor de Melhor Estreia por um Escritor, Diretor e Produtor Britânico no BAFTA e de Iniciante Mais Promissor pelo British Independent Film Awards. O filme gira em torno de uma comunidade na pequena ilha de Jersey, onde uma problemática jovem se apaixona por um misterioso forasteiro que a ajuda se libertar de sua família opressora, até que ele se torna suspeito de uma série de brutais assassinatos.

Curtas

Finalizando a programação, a mostra Curtas-metragens apresenta "Vitorianna" e "Antes que seja tarde", duas obras inspiradas na cultura britânica e produzidas pelo edital público da Cultura Inglesa, que fomenta a produção artística nacional.

As exibições acontecem no dia 04 de junho no Instituto Moreira Salles, seguida de bate-papo com os diretores.

Dirigido por Gabriela Capello, com produção executiva de Daniel Pech, "Vitorianna" conta a história de Anna, uma fantasma adolescente da era vitoriana, que abandona a rotina entediante de mais de um século morando sozinha em um sótão para viver uma grande aventura em terras tropicais.  

Inspirado na música "I'm your man" do cantor britânico George Michael, que por anos sofreu de depressão por ser obrigado a esconder sua sexualidade do grande público, "Antes que seja tarde" apresenta a história de Cauê & Julian, dupla de famosos cantores sertanejos, ídolos do momento que, para manter o status de "sex symbols", são forçados pelo empresário a viver uma vida de mentiras. Os personagens encontram no quarto de hotel o único lugar em que se sentem seguros e podem expor suas angústias e verdadeiros sentimentos.
 
A curadoria de curtas-metragens é composta pela produtora e sócia da bigBonsai, Deborah Osborn, o diretor executivo e artístico do MixBrasil e membro frequente do júri de festivais como Cannes e Berlinale, João Federici; e Sidney Santiago, ator, pesquisador, diretor e militante do teatro brasileiro.

SERVIÇO

23 º CULTURA INGLESA FESTIVAL
 
Entrada Gratuita
Mais informações no site: www.culturainglesasp.com.br/cultural

Redes Sociais
 

Outras notícias