Notícias

IMS Paulista exibe retrospectiva de Joaquim Pedro de Andrade

Publicado em 06/09/18 às 14h23

Lembrando os 30 anos do falecimento de Joaquim Pedro de Andrade (1932-1988), o IMS Paulista exibe, a partir de 6 de setembro (quinta-feira), uma mostra dedicada ao diretor. A retrospectiva abarca a sua filmografia completa em película, composta por 14 títulos. Todos os filmes serão exibidos em cópias restauradas em 35 mm.  Em cartaz até 23 de setembro, a programação evidencia as várias facetas da obra de Joaquim Pedro, diretor que, em diferentes formatos e estilos, se dedicou a refletir sobre as contradições do Brasil.
 
A mostra começa no dia 6 de setembro, às 19h, com a exibição de Guerra conjugal (1975), longa-metragem inspirado na obra do escritor curitibano Dalton Trevisan. Após a sessão, haverá um debate com o montador do filme, Eduardo Escorel (que montou também O padre e a moçaMacunaíma e Os inconfidentes), e a pesquisadora Luciana Corrêa de Araújo, professora da UFSCar, que dedicou seu doutorado à obra de Joaquim Pedro.
 
Outro destaque é a aula sobre Macunaíma (1969), ministrada por Carlos Augusto Calil, docente do departamento de cinema da ECA-USP. A aula será realizada no dia 13 de setembro, após a projeção do filme, marcada para as 19h. O pesquisador relembrará a importância de Macunaíma, filme baseado na obra homônima de Mário de Andrade.
 
A programação ainda inclui, no dia 21 de setembro, o evento de lançamento do livro O imponderável Bento contra o crioulo voador, roteiro nunca filmado de Joaquim Pedro, publicado pela editora Todavia. O roteiro conta a história de um homem santo que, em plena ditadura militar, levita sobre a sordidez política e moral de Brasília. O lançamento começa às 19h30, com a projeção de dois curtas do cineasta: Brasília, contradições de uma cidade nova (1967) e Vereda tropical (1977). Após a sessão, haverá um debate com Eliane Robert Moraes, professora do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da FFLCH-USP, e Carlos Augusto Calil.
 
A renovação da filmografia do diretor foi o resultado de um projeto de restauração da sua obra completa, iniciado em 2003, com apoio da Petrobras. Os filmes, que apresentavam problemas como manchas, rasgos e riscos, foram recuperados em um processo de ampla organização, que gerou um box de DVDs, 14 internegativos e 70 cópias em 35 mm, que hoje podem circular em mostras como esta.
 
Serviço:
 
Retrospectiva Joaquim Pedro de Andrade
6 a 23 de setembro
IMS Paulista
Avenida Paulista, 2424
Tel: 11 2842 9120
Ingressos: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia)

Outras notícias