Notícias

“A Glória e a Graça” e “Como nossos pais” se destacam nos Melhores do Ano, do CineSESC

Publicado em 05/04/18 às 09h49

A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini, e Como nossos pais, de Laís Bodanzky, foram eleitos os melhores filmes brasileiros de 2017 pelo público e crítica, respectivamente na votação da 44a edição do Festival SESC de melhores filmes, realizada anualmente pelo CineSESC (SP).
 
Também foram premiados Com amor, Van Gogh, de Dorota Kobiela e Hugh Welchman, e Corra!, de Jordan Peele, como melhores filmes estrangeiros.
 
Até 25 de abril a sala exibirá 43 longas nacionais e estrangeiros que receberam votação expressiva, além de 4 clássicos restaurados. Para a programação completa, acesse http://melhoresfilmes.sescsp.org.br/

Abaixo, a lista dos premiados:
 
FILMES NACIONAIS PREMIADOS PELO PÚBLICO
MELHOR FILME- A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini
MELHOR DIREÇÃO - Eliane Caffé, por Era o hotel Cambridge
MELHOR ATOR - Daniel Furlan por, La Vingança
MELHOR ATRIZ - Carolina Ferraz, por A Glória e a Graça
MELHOR ROTEIRO - Mikael Albuquerque e Lusa Silvestre, por A Glória e a Graça
MELHOR FOTOGRAFIA - Gustavo Hadba,  por A Glória e a Graça
MELHOR DOCUMENTÁRIO – Arpilleras, de Marina Calisto
 
FILMES ESTRANGEIROS PREMIADOS PELO PÚBLICO
MELHOR FILME - Com Amor, Van Gogh, de Dorota Kobiela e Hugh Welchman
MELHOR DIREÇÃO - Barry Jenkins, por Moonlight: sob a luz do luar
MELHOR ATOR - Ashton Sanders por Moonlight: sob a luz do luar
MELHOR ATRIZ - Adèle Haenel, por A garota desconhecida
 
 
FILMES NACIONAISPREMIADOS PELA CRÍTICA
 
MELHOR FILME - Como nossos pais, de Laís Bodanzky,
MELHOR DIREÇÃO - Eliane Caffé, por Era o hotel Cambridge
MELHOR ATOR- Nelson Xavier, por Comeback
MELHOR ATRIZ, Maria Ribeiro, por Como nossos pais
MELHOR ROTEIRO - Lais Bodanzky e Luis Bolognesi, por Como nossos pais
MELHOR FOTOGRAFIA - Pierre de Kerchove, po Joaquim
MELHOR DOCUMENTÁRIO – Martírio, de Vincent Carelli
 
FILMES ESTRANGEIROS PREMIADOS PELA CRÍTICA
MELHOR FILME - Corra!, de Jordan Peele
MELHOR DIREÇÃO - Barry Jenkins, por Moonlight: sob a luz do luar
MELHOR ATOR - James McAvoy, por Fragmentado
MELHOR ATRIZ - Sandra Huller, por Toni Erdmann

Outras notícias