Notícias

Itaú Cultural apresenta mostra de curtas nacionais que marcaram época

Publicado em 01/09/17 às 17h15

De 6 a 13 de setembro, o Itaú Cultural apresenta uma mostra retrospectiva de curtas-metragens nacionais de animação. A seleção da Mostra de Curtas: Animação Nacional apresenta 15 filmes marcantes para o gênero no Brasil, reunindo diferentes técnicas, como stop motion e 2D, em um apanhado de obras que foram representativas para a produção da área nas últimas décadas.
 
Entre os destaques, há a exibição de Reanimando O Kaiser, uma recriação coletiva presente no documentário Luz, anima, ação, dirigido por Eduardo Calvet, e realizada pelos animadores Marcelo Marão, Zé Brandão, Pedro Iuá, Stil, Rosana Urbes, Diego Akel, Marcos Magalhães e Fabio Yamaji. Conhecido como o primeiro curta-metragem de animação brasileiro, O Kaiser foi feito em 1917 pelo cartunista Álvaro Martins (Seth), uma charge animada que fazia alusão ao contexto geopolítico internacional daquela época.
 
Por falta de preservação adequada, o filme foi perdido, restando apenas uma imagem de referência. Em 2013, Calvet convidou os oito animadores para recriar a obra. O resultado é um trabalho reflexivo e metalinguístico, que evidencia a diversidade da animação feita no Brasil.
 
A Mostra de Curtas: Animação Nacional traz, ainda, filmes dirigidos por mulheres, caso de Guida, de 2014, dirigido por Rosane Urbes, apresentando um ensaio sobre o processo de retomada da inspiração artística, por meio da sensibilidade criativa da personagem que dá nome ao filme.
 
No dia 6 de setembro (quarta-feira), a partir das 20h, são exibidos sequencialmente os filmes: Meow! (1981), de Marcos Magalhães, Castelos de Vento (1998), de Tania Anaya, O Quinto Andar (2012), de Marco Nick, O Céu no Andar de Baixo (2010), de Leonardo Cata Preta, Reanimando O Kaiser (2013), de Eduardo Calvet, Guida (2014), de Rosana Urbes, e Yansan (2006), de Carlos Eduardo Nogueira. A classificação indicativa para este dia é de 14 anos.
 
Encerrando as exibições, no dia 13 de setembro, também às 20h, são apresentados os curtas-metragens:O Projeto do Meu Pai (2016), de Rosaria Moreira, Giz (2015), Giz, de Cesar Cabral, Almas em Chamas (2000), de Arnaldo Galvão, O Divino, De Repente (2009), de Fabio Yamaji, Órun Àiyé: a Criação do Mundo (2015), de Jamile Coelho e Cintia Maria, Tyger (2005), de Guilherme Marcondes, Grafitti Dança (2013), de Rodrigo EBA!, e Viagem na Chuva (2014), de Wesley Rodrigues. Neste dia, a classificação indicativa é de 18 anos.
 
SERVIÇO
Mostra de Curtas: Animação Nacional
6 de setembro (quarta-feira) e 13 de setembro (quarta-feira), às 20h
Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 14 anos (para o dia 6 de setembro) e 18 anos (para o dia 13 de setembro)
Sala Itaú Cultural (224 lugares)
Distribuição de ingressos:
Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)
Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)
Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108
Com carimbo no tíquete na recepção do instituo: 3 hs, R$ 7; 4 hs, R$ 9; 5 a 12 hs, R$ 10.
Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.
Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
Acesso para pessoas com deficiência / Ar condicionado
www.itaucultural.org.br
www.twitter.com/itaucultural

Outras notícias