Notícias

Diretores pedem retirada de filmes do 21o. Cine PE

Publicado em 10/05/17 às 15h33

Sete diretores decidiram retirar seus filmes da competição do 21º. Cine PE, marcado para a próxima semana em Recife. Seis curta-metragistas e um diretor de longas divulgaram uma nota declarando não querer estar atrelados a um “discurso partidário aliado à direita conservadora e a grupos que compactuaram e financiaram o golpe ao Estado democrático de direito ocorrido no Brasil em 2016”.
 
Fundador e ex-diretor do festival – do qual se desligou em 2016 para assumir a Secretaria do Audiovisual do governo Temer -, Alfredo Bertini protagonizou uma polêmica quando, no ano passado, a comissão por ele indicada para selecionar o representante do Brasil no Oscar de filme estrangeiro, selecionou o drama Pequeno Segredo e recusou Aquarius, de Kleber Mendonça Filho – que concorrera à Palma de Ouro em Cannes e era considerado um filme mais forte. Pequeno Segredo acabou fora da lista dos concorrentes ao Oscar.
 
A polêmica foi reforçada por um dos integrantes da comissão, que protagonizou na internet uma campanha verbal contra Kleber Mendonça, que realizou, com sua equipe – incluindo a atriz Sonia Braga – um protesto com cartazes contra o golpe no Brasil nas escadarias do Palais des Festivals, em Cannes.
 
Abaixo, a íntegra da nota dos realizadores que pediram retirada de seu filme do festival:
 
Nota sobre a retirada de filmes da programação do Cine PE 2017.
 
Decidimos tornar pública a decisão, conjunta, de retirar nossas obras da seleção do XXI Cine PE Festival Audiovisual, a ser realizado entre os dia 23 e 29 de maio de 2017, na cidade de Recife. Apenas no dia 08 de maio, através de veículos de imprensa, tomamos conhecimento da grade completa dos filmes que foram selecionados para o festival.
Constatamos que a escolha de alguns filmes para esta edição favorece um discurso partidário alinhado à direita conservadora e grupos que compactuaram e financiaram o golpe ao Estado democrático de direito ocorrido no Brasil em 2016. Para nós, isso deixa claro o posicionamento desta edição, ao o qual não queremos estar atrelados.
Reconhecemos a importância do Cine PE Festival Audiovisual, do qual muitos de nós já participaram em edições anteriores. Esperamos poder participar de edições futuras e mais conscientes, condizentes com sua grandeza histórica e relevância para a formação de público do cinema brasileiro.
Assinam os representantes dos filmes abaixo listados:
 
“Abissal” – Ceará
“A Menina Só” – Santa Catarina
“Baunilha” – Pernambuco
“Iluminadas” – Pernambuco
“Não me Prometa Nada” – Rio de Janeiro
“O Silêncio da Noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras” –Pernambuco
“Vênus – Filó a fadinha lésbica”  – Minas Gerais

Outras notícias