Notícias

Morre o ator Nelson Xavier, aos 75 anos

Publicado em 10/05/17 às 15h20

Morreu na madrugada desta quarta (10-5), o ator Nelson Xavier, em Uberlândia (MG). A notícia foi dada por sua filha, Tereza Villela Xavier, em sua página no Facebook. Premiado no Festival de Gramado em 2014, ele contou no evento que, em 2004, teve um câncer na próstata. Nessa ocasião, foi premiado como melhor ator, pelo filme A Despedida.
 
Nascido em São Paulo, o ator estreou no teatro. Entre suas peças, estão Eles não usam black-tie (1958), de Gianfrancesco Guarnieri, Chapetuba Futebol Clube (1959), de Oduvaldo Vianna Filho, Gente como a gente (1959), de Roberto Freire, e Julgamento em Novo Sol (1962), de Augusto Boal.
 
Na televisão, estreou em 1967, na novela Sangue e Areia, de Janete Clair, e viveu um de seus principais papeis na TV, em 1982, com a minissérie Lampião e Maria Bonita, na qual fez o famoso cangaceiro do título. Participou de novelas como Renascer (1993), Senhora do Destino (2004) e América (2005).
 
No cinema, estreou com Fronteiras do Inferno, de Walter Hugo Khouri, de 1959, e participou de filmes importantes como Cidade Ameaçada (1960), de Roberto Farias, Os Fuzis (1964), de Ruy Guerra, A Falecida (1965), de Leon Hirszman, Gabriela (1983), de Bruno Barreto, e Brincando nos Campos do Senhor (1991), de Hector Babenco. O ator interpretou o médium Chico Xavier em dois filmes. Pela primeira vez, na cinebiografia homônima de Daniel Filho, lançada em 2010; e no ano seguinte, em As Mães de Chico Xavier, de Glauber Filho e Halder Gomes.
 
Seu último filme é Comeback, de Érico Rassi, no qual interpreta um matador aposentado. Por esse trabalho, foi premiado no Festival do Rio. O longa está previsto para estrear no próximo dia 25.

Outras notícias