Notícias

Martin Scorsese conhece o Papa e exibe seu novo filme no Vaticano

Publicado em 01/12/16 às 14h44


Aconteceu nesta quarta (30-11), no Vaticano uma exibição especial de Silêncio, novo longa do norte-americano Martin Scorsese. O filme traz como personagens centrais uma dupla de jesuítas portugueses – interpretados por Adam Driver e Andrew Garfield – numa missão no Japão do século XVII, em busca de seu mentor (Liam Neeson), e precisam enfrentar diversos tipos de perseguições contra os cristãos.

De acordo com a Variety, a assessoria de imprensa do Vaticano informou que Scorsese e o Papa Francisco se encontraram antes da sessão. O cineasta estava acompanhado de sua mulher e duas filhas, e conversaram por 15 minutos. O religioso confessou que já havia lido o romance homônimo japonês de Shusaku Endo, no qual o filme se baseia.

Scorsese presenteou o Papa com imagens japonesas com “figuras cristãs escondidas, incluindo a reprodução de uma imagem antiga da Virgem de Nagasaki e o retrato do “mártir do Japão”. De acordo com a publicação, o Papa deu rosários aos presentes.

A sessão aconteceu numa sala de 50 lugares nas Biblioteca do Vaticano, e ainda não estava confirmado se o Papa assistiria ao filme. Na terça, o filme foi exibido a cerca de 300 jesuítas do Instituto Pontífice Oriental, em Roma, que discutiram o longa com o diretor depois da sessão. Essa foi a primeira sessão pública mundial de Silêncio.
 


Outras notícias