Spider - Desafie sua Mente

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Extras

Trailer de cinema
Filmografia
Notas de imprensa
Formato de tela: Fullscreen


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

15/01/2003

O canadense David Cronenberg abalou o Festival de Cannes 2002 com este novo trabalho, cuja ausência de premiações muito se estranhou. Como sempre fiel à sua atração pelo lado obscuro da mente humana, o diretor de Gêmeos - Mórbida Semelhança conta a história de um homem, Dennis Clegg, apelidado de Spider (Ralph Fiennes), que sai de um hospital psiquiátrico, onde esteve por muitos anos, para um tipo de pensão, um local intermediário onde se verificará se ele tem condições de reintegrar-se à sociedade.

Vagando pela antiga vizinhança onde cresceu, Spider reencontra as memórias de sua infância, quando era um menino (Bradley Hall) embalado pelo amor incondicional à mãe (Miranda Richardson). O filme mostra este flashback de uma forma muito competente, em que Spider está em cena junto com os personagens deste passado, num processo em que emergem as lembranças e explicações de toda a sua trágica história. O pano de fundo é um conflito edipiano que assume um desdobramento radical, envolvendo seu pai (Gabriel Byrne).

Trata-se de um dos trabalhos mais intensos e pessoais do diretor canadense, em que o ator Ralph Fiennes (O Paciente Inglês), conhecido como um dos intérpretes de voz mais marcante e modulada do cinema e do teatro, praticamente não enuncia nenhum som. Através somente de gestos e expressões faciais, ele constrói a dor e a loucura de um personagem extremo, que ergue um mundo paralelo em seu quarto através de uma complicada teia de longos fios, o que explica o seu nome ("aranha", em português). Entre as maiores surpresas de Cannes/2001, foi não ter sido ele o vencedor do troféu de melhor ator do festival.

Este filme sóbrio e sofisticado também passaria muito bem sem o absurdo subtítulo em português - que cairia muito melhor a uma produção B de suspense. Cronenberg, aliás, é uma vítima preferencial dos criativos tituladores brasileiros. É só lembrar pelo menos dois outros exemplos: Scanners - Sua Mente Pode Destruir e o já citado Gêmeos - Mórbida Semelhança.

Cineweb-03/01/2003

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança