O apocalipse de um cineasta

O apocalipse de um cineasta

Ficha tcnica


Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Entre 1976 e 1977, o cineasta Francis Ford Coppola se aventurou em um projeto desafiador: "Apocalypse Now", um filme sobre a guerra do Vietnã, filmado nas Filipinas. Sua família viajou com ele, e sua mulher, Eleanor Coppola, fez uma espécie de diário visual desse período. A partir desse material, o documentário investiga do longo processo da produção do longa.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

29/06/2020

O que começou como um pequeno filme para ser rodado no Vietnã, durante a guerra, e dirigido por George Lucas, alguns anos depois, quando finalmente pode ser feito, tornou-se um épico com orçamento estourado, assinado por Francis Ford Coppola, rodado nas Filipinas e enfrentando egos de estrelas, desastres naturais e um gigantesco atraso nas filmagens. O documentário Apocalipse de um Cineasta, assinado por  Fax Bahr e George Hickenlooper, resgata toda essa história, a partir das gravações que Eleanor Coppola fez durante a rodagem do filme, em 1975.
 
Mais do que um mero making of, o longa é uma investigação sobre a obsessão e teimosia de Coppola, que lhe renderam muita dor de cabeça mas também um dos maiores filmes da história do cinema, Apocalypse Now. O diário filmado da mulher dele, no calor do momento, é revelador da criatividade e do desespero do cineasta diante de adversidades inimagináveis, que já começaram na escolha da locação. Poderiam ter filmado na Austrália, como diz o produtor do filme Fred Roos, “o que permitiria que conseguíssemos manter o cronograma de 14 semanas. Mas o sindicato dos atores australianos obrigava a ter um elenco quase 100% australiano, o que tornava o filme impossível”.
 
Roos já havia filmado nas Filipinas e tinha seus contatos, o que facilitava as negociações com o ditador local, Ferdinand Marcos, para o uso de equipamentos militares do país. Assim foi feito, mas as tensões políticas internas faziam com que, no meio das filmagens, por exemplo, os helicópteros saísses de cena e fossem remanejados diretamente para um conflito real, no sul do país.
 
Tudo isso é resgatado pelo documentário, que conta com depoimento dos principais envolvidos. Martin Sheen, por exemplo, recorda as filmagens da cena inicial, no dia de seu aniversário, e confessa estar tão bêbado que Coppola acreditava que o ator nem soubesse o que estava fazendo. “Eu fingia nem lembrar depois, mas eu sabia tudo o que fazia”. Meses depois, ainda durante a produção, ele teve um ataque cardíaco e, ao voltar ao set, meses depois estava bronzeado e com aparência saudável demais para o personagem.
 
Marlon Brando e seu temperamento difícil foram um problema para Coppola – com quem havia trabalhado no primeiro O Poderoso Chefão alguns anos antes. Ele cobrou 3 milhões de dólares por sua participação durante três semanas, recebeu um adiantado mas, quando chegou sua vez de estar em cena, recusou-se a ir para as Filipinas e também devolver o dinheiro. Mais uma dor de cabeça para o diretor.
 
Vemos Coppola perder a barba, perder peso, perder o humor, tudo sob o olhar preocupado de sua mulher, que comenta o que está acontecendo. A família toda estava lá – além dela, os dois filhos, Gian-Carlo e Roman, e Sofia, esta com apenas 4 anos de idade. É por meio das notas da mulher que ficamos sabendo, por exemplo, que Coppola mudava quase que diariamente o roteiro escrito por John Milius – inspirado na novela O Coração das Trevas, de Joseph Conrad – do qual não gostava, entre outras coisas, do final, e talvez acredite que o não tenha encontrado até hoje, daí tantas versões oficiais do filme. Apocalypse Now: The final cut é a terceira – sem contar o “trabalho em andamento” exibido em Cannes, de 1979, no qual dividiu a Palma de Ouro com o alemão O Tambor.
 
O Apocalipse de um Cineasta é, entre outras coisas, um atestado da grandiosidade de Apocalypse Now e da obstinação e genialidade de Coppola. Ele pode ter sido teimoso, e muitas vezes ter se sentido perdido durante as filmagens, chegando a cogitar o suicídio, mas o resulto final atesta, acima de tudo, o seu grande talento.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana