A Possessão de Mary

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Uma família compra um pequeno barco, mas em sua primeira viagem, coisas horríveis começam a ocorrer, aterrorizando a todos a bordo e colocando suas vidas em risco.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

20/01/2020

A Possessão de Mary é, basicamente, um filme de terror de casa assombrada, no qual o imóvel é substituído por uma embarcação – fora isso, nada de novo no horizonte. O problema, no entanto, não é que o longa seja óbvio, previsível e enfadonho; tudo isso é perdoável (afinal, nem todo dia surge um Jordan Peele ou um Ari Aster), mas precisava ser tão medíocre em tudo o que propõe ?
 
Gary Oldman protagoniza como David, um pai de família que, cansado de conduzir embarcações dos outros, compra o seu barco num leilão, para desespero de sua mulher, Sarah (Emily Mortiner), ciente de que a família não tem dinheiro para isso. Mas, enfim, ele promete que agora conseguirá juntar dinheiro, uma vez que será seu próprio patrão. Na viagem inaugural, além do casal, estão a filha adolescente (Stefanie Scott), a caçula Mary (Chloe Perrin) e a tripulação, composta de um jovem (Owen Teague) e um adulto (Manuel Garcia-Rulfo).
 
O inexplicável destino da viagem é o Triângulo das Bermudas, mas esse é o menor dos problemas. Logo a pequena Mary está desenhando coisas horrendas com seus gizes de cera e a o barco Mary está fazendo coisas horrendas com os humanos. Os sustos (que,de previsíveis que são, pouco assustam) começam, e só terminam quando o filme acaba, numa rotina exaustiva e pouco convincente.
 
O longa é dirigido pelo diretor de fotografia Michael Goi, sendo incapaz de criar atmosfera ou suspense. Há um busto de mulher na proa do barco que, sugere-se, é responsável por induzir a tripulação à loucura. O roteiro de Anthony Jaswinski (Águas Rasas) é banal em tudo, seja na trama, na criação de personagens ou situações. Mas o mais impressionante aqui é a presença de Oldman. Talvez depois de tantos personagens sérios e boas interpretações em busca de um Oscar, ele resolveu relaxar. Mas não precisava ter baixado tanto o nível.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança