O melhor verão de nossas vidas

Ficha tcnica


Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 5 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Bia, Giulia e Laura são um trio de amigas que têm uma banda e sonham em vencer um festival de música que acontece no Guarujá no verão. Porém, elas ficam de recuperação e precisarão mentir para os pais para viajar e participar do concurso.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

20/01/2020

Em que momento da história do cinema a comédia sobre e para adolescentes caiu num poço sem fundo demediocridade? Seria nos anos de 1990? Ou já no século XXI? Houve um momento em que o gênero rendeu bons frutos – especialmente na década de 1980, com Gatinhas e Gatões e Curtindo a Vida Adoidado, e mesmo depois, com As Patricinhas de Beverly Hills e 10 Coisas que Odeio em Você. Havia picardia – além de bom cinema – e sagacidade, mas, acima de tudo, um olhar generoso sobre essa fase da vida e uma maneira de encarar o público-alvo sem o menosprezar.
 
É bem verdade que O melhor verão de nossas vidas não é o único nem o primeiro filme ruim para esse público, mas também parece o fim de uma escalada de longas que insistem em se nivelar por baixo. Não é apenas o título que é genérico aqui; a tudo falta uma boa dose de criatividade, das personagens e escalação do elenco às situações e diálogos. Protagonizado por um trio de cantoras que saiu de um televisivo de competição musical, falta à comédia mais de vigor e energia para não se contentar com tão pouco.
 
Giulia Nassa, Bia Torres e Laura Castro, conhecidas como BFF Girls, interpretam personagens homônimas que ficaram de recuperação no ensino médio, mas querem fugir do curso de verão porque seu trio musical foi selecionado para participar de um festival de música no Guarujá. Para isso, inventam uma desculpa para os pais que vão estudar com o nerd da classe, Julio (Enrico Lima), e com ele vão para a pousada falida do tio dele (Maurício Meirelles) na cidade litorânea paulista.
 
Não precisa pensar muito para ver onde isso tudo vai chegar, mas previsibilidade nunca foi efetivamente o maior problema de um filme, quando há outras qualidades em cena. Aqui, no entanto, isso se torna gritante, porque não há nada que compense. As interpretações ruins nem devem ser creditadas ao trio de cantoras que, visivelmente, se esforça. Mas a praia delas, no caso, é cantar, e isso só farão de verdade no final do longa.
 
Há provas recentes de que é possível fazer um cinema para adolescentes de qualidade artística e comercialmente rentável – vide Meus 15 anos, de Caroline Fioratti, protagonizado por Larissa Manoela. Este é um filme, acima de tudo, sincero em seu retrato dessa fase da vida, em sua maneira de lidar com as personagens e suas dúvidas e dilemas. Aqui, por outro lado, tudo é artificial e irritante – em especial, a montagem que imita efeitos típicos de vídeos de youtubers, o que mais faz parecer um problema na projeção. 

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana