Azougue Nazaré

Ficha tcnica


Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Na Nazaré da Mata, no interior de Pernambuco, o casamento de Catita e Darlene está em crise. Ele, secretamente, pratica maracatu, enquanto ela se tornou uma evangélica fervorosa, que participa de uma igreja cujo pastor quer expulsar o demônio da cidade.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

07/11/2019

Tiago Melo, cujos créditos como produtor inclui Bacurau, estreia na direção com Azougue Nazaré, um drama de cor e som fortes, embora um tanto nebuloso em alguns momentos, mas com inegável energia e potência. O cenário é a cidade de Nazaré da Mata, no interior de Pernambuco, e ao centro do filme está o maracatu.
 
O roteiro escrito por Melo e Jerônimo Lemos aproveita bastante o pulsar do maracatu com seu colorido vibrante – o fundo dos créditos finais com seus tons metálicos lembra os de Madame Satã – e a música. É um filme que investiga como práticas tradicionais se adaptam aos novos tempos, e uma espécie de duelo de versos entre dois mestres se dá via WhatsApp – ou melhor, Zapzap, como eles dizem. É em momentos como esse que Azougue Nazaré encontra sua maior força.
 
Outra prática mais contemporânea, mas que vem de encontro ao maracatu, são as religiões evangélicas. Um pastor – interpretado por Mestre Barachinha – quer acabar com a manifestação, porque está ligada, segundo ele, ao diabo. E, a seu modo, irá exorcizar a cidade toda e transformá-la num exército de Cristo, ou algo que o valha.
 
A maior devota do pastor é Darlene (Joana Gatis), cujo marido, Tião (Valmir do Coco), é um mestre de maracatu que, quando em função, atende pelo nome peculiar de Catita Daiana. Ele é uma figura que domina o filme, com seu carisma natural e o colorido de sua personagem. Ao lado de Neymar (Mestre Anderson, um dos nomes de maior destaque do maracatu atualmente), ele é a força do filme.
 
A narrativa nem sempre é bem resolvida, mas há um sentido em todas as tramas que se abrem de forma quase casual na captura de um momento, uma atmosfera. Azougue Nazaré, com pouco mais de uma hora de duração, é um filme desafiador, cuja fotografia (de Gustavo Pessoa) destaca sempre o que há de mais vibrante em meio a uma paisagem ressecada pelo sol.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana