Papicha

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Nedjema é uma jovem argelina, estudante de moda, que costuma sair para dançar e divertir-se com as colegas na vida noturna de Argel. Tudo o que elas querem é um futuro como estilistas e também casar-se. Mas, nos anos 1990, os fundamentalistas fecham o cerco no país, afetando dramaticamente a vida das mulheres.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

23/10/2019

Exibido na mostra Un Certain Regard de Cannes em 2019, o longa de estreia da argelina Mouna Meddour é um contundente retrato da opressão feminina em seu país - de onde a própria diretora teve que fugir, aos 18 anos, depois que a radicalização fundamentalista ameaçou seus pais, intelectuais, de morte.
 
Há, assim, um forte traço autobiográfico na trajetória de Nedjema (Lyna Khoudri), jovem estudante de moda, moradora da Argel dos anos 1990. O país está abalado por uma guerra civil e os fundamentalistas estão cada dia mais agressivos. Mas Nedjema e suas amigas resistem ao seu modo. Elas costumam ir dançar à noite numa boate, onde Nedjema vende às amigas que ali encontra suas criações - ela sonha tornar-se estilista. Mesmo vestidas como qualquer garota ocidental, elas não podem dispensar levar à mão, no táxi, as túnicas tradicionais com que terão de cobrir-se rapidamente, caso passe algum carro de polícia - o que eventualmente acontece, criando uma inacreditável tensão.
 
Os sinais de que os radicais islâmicos se fortalecem estão cada vez mais visíveis, como os cartazes, colados em todos os muros, intimando as mulheres a cobrir-se com os véus e túnicas tradicionais. Nedjema confronta um rapaz que cola esses cartazes e a reação dele é super-violenta - eles estão sentindo-se encorajados por um clima opressor que, aos poucos, está dominando o país, de colonização francesa e que, até ali, não sofrera desse modo com pendores fundamentalistas.
 
Na faculdade, Nedjema e as amigas planejam um desfile de moda, no qual poderão apresentar seus modelos. O projeto é violentamente contestado por um grupo de mulheres, todas cobertas à moda tradicional, que invadem a faculdade, proíbem o desfile, rasgam tecidos e agridem as moças. Quando elas vão embora, Nedjema e as outras se consolam mas não querem desistir - vão manter o desfile, custe o que custar, mesmo que a diretora da escola tenha cedido à pressão e proibido o evento.

Indicado como representante da Argélia para concorrer a uma vaga no Oscar de filme estrangeiro, Papicha é um digno retrato de resistência feminina em tempos obscurantistas. 

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança