Fourteen

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Mara e Jo são amigas desde a adolescência. Os anos passam, elas namoram muita gente, trabalham, mas nunca se perdem de vista. Mara é mais centrada e pragmática, enquanto Jo é instável. Por conta disso, a rotina de Mara vive sendo quebrada pelas crises da amiga.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/08/2019

O diretor independente norte-americano Dan Sallitt roteiriza e dirige este drama sutil sobre duas amigas que se mantêm unidas a partir da adolescência, num trajeto marcado pela profunda diferença entre as duas. Mara (Tallie Medel) é professora primária e escreve nas horas livres, sonhando com a literatura. Mas é pragmática e pé no chão. Jo (Norma Kuhling), por sua vez, trabalha como assistente social e é o lado instável da dupla.
 
Jo está sempre em conflito com as regras e o mundo em volta. Por isso, seus empregos e relacionamentos amorosos tendem a dissolver-se de repente. Mara é sempre o ombro amigo que a sustenta, aconselha, protege - e a ligação entre as duas se prolonga, às vezes provocando perplexidade dos conhecidos.
 
As duas têm relacionamentos amorosos mas, por conta das crises, Jo termina sendo o terceiro elemento dos casos de Mara - que sempre sai para socorrer a amiga nos frequentes momentos de depressão e crise brava. 
 
O filme se estrutura muito em diálogos, que procuram dar conta da complexidade desta amizade tão longa e quase inexplicável. Uma dificuldade é que a história sempre assume o ponto de vista de Mara, tornando Jo ainda mais elusiva e misteriosa. 
 
O diretor constroi este relacionamento com atenção e delicadeza mas um excesso de contenção termina por roubar um pouco da energia afetiva que se insinua nas frestas. Esta reserva, finalmente, subtrai um pouco do interesse. O roteiro não se expande no sentido de explorar mais a fundo estas duas expressões da feminilidade. Vemos um pouco mais da intimidade de Mara, de seus namoros, um deles terminando com o nascimento de uma filha, que ela criará sozinha. Jo sempre nos escapa, admitida à tela em suas explosões e arroubos, mas não muito em momentos tranquilos. O roteiro insinua uma perturbação psíquica, que teria tido sua primeira manifestação quando Jo tinha 14 anos - o que explica o título do filme, que soa um pouco bizarro mantido em inglês. Mas o resultado é insatisfatório, o que nada tem a ver com as atrizes, e sim com as escolhas do diretor.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança