Casal improvável

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Charlotte Field é a secretária de Estado dos EUA que quer se candidatar à presidência, mas precisa de alguém com bom texto para escrever seus discursos. Quando reencontra um antigo conhecido da adolescência, o jornalista Fred Flarsky, vê nele a pessoa certa para a função. Mas o rapaz até hoje nutre uma paixonite por ela.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/06/2019

Casal improvável é um bom título que arrumaram para lançar essa comédia no Brasil, mas Casal mais do que improvável, praticamente impossível seria ainda mais honesto, ainda que isto acarretaria ocupar espaço demais do cartaz, cobrindo os rostos apaixonados de seus protagonistas. Seth Rogen interpreta uma velha-nova versão do mesmo personagem que ele fez nos últimos anos, enquanto Charlize Theron é uma secretária de Estado e principal candidata a tornar-se a primeira mulher presidente dos EUA. E eles se apaixonam.
 
Dirigida por Jonathan Levine, essa comédia romântica talvez seja mais leve do que deveria, mas não se torna completamente insípida graças ao carisma do casal central. Rogen é Fred Flarsky, um jornalista destemido (na primeira cena ele está infiltrado num encontro de neonazistas) que se demite quando seu jornal de tendências liberais e investigativas é comprado por uma grande corporação. Charlotte Field (Theron) é a mulher mais importante do país, e nutre a ambição de concorrer à presidência, especialmente quando o atual presidente (Bob Odenkirk) manifesta que não pretende se eleger, pensando em voltar ao seu antigo programa de televisão, e, melhor ainda, concorda em apoiá-la.
 
A vida de Charlotte é totalmente voltada para o trabalho e o sonho de ser presidenta domina tudo – até seus relacionamentos pessoais. Um encontro com o primeiro-ministro do Canadá (Alexander Skarsgård) bombou na internet. Por acaso, ela encontra Flarsky numa festa – ela foi babá dele na adolescência, e a última vez em que se viram aconteceu algo bem estranho. Mais tarde, ele acaba contratado para escrever os discursos dela, que ainda não lançou sua candidatura, mas está viajando pelo mundo assinando um acordo ecológico. Mais tarde, os dois estão vivendo um romance tórrido.
 
O filme, escrito por Dan Sterling e Liz Hannah, é uma espécie de fantasia que usa maquinações políticas de maneira ingênua, tocando de forma quase incisiva em assuntos caros aos liberais americanos, como racismo e machismo. É uma história repleta de boa vontade, querendo ser relevante em seu comentário sobre o estado de algumas coisas, mas, ao mesmo tempo, divertido e leve. A combinação não funciona muito bem, mas tem lá seus momentos engraçados – especialmente por conta da dupla de protagonistas. 

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança