Horácio

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Horário é o chefe de uma gangue de contrabandistas de cigarros, que está sendo procurado pela polícia. Escondido num apartamento, ele tem como companhia a filha Petula, mulher instável que ele mantém presa, e seu capanga, Milton, por quem ele é apaixonado.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

03/04/2019

Vindo do documentário, o diretor e roteirista Mathias Mangin reúne um admirável elenco para sua estreia na ficção. À frente dele, o mítico ator e dramaturgo José Celso Martinez Correa, interpretando o protagonista, Horácio, chefe de uma quadrilha de contrabandista de cigarros.
 
Embora sejam vistas várias panorâmicas da área central da cidade de São Paulo, a sensação é de confinamento. Procurado pela Polícia Federal, Horácio está escondido num apartamento de cobertura no Bixiga. Ali aprisiona sua única filha, Petula (Maria Luísa Mendonça), visivelmente uma pessoa emocionalmente perturbada. O único empregado é Milton (Marcelo Drummond), um misto de mordomo e capanga que desperta a paixão do patrão - mas não é correspondido. Milton está obcecado por outra musa, Roberta (Glamour Garcia), que viu na internet, mantendo com ela longas conversas eróticas no celular.
 
Outros personagens entram no enredo, envolvendo coação, chantagem, sequestro, morte. São eles Kaleb (Eucir de Souza), que pressiona o marginal Faraó (Ricardo Bittencourt) ao pagamento de uma grande dívida. Este, por sua vez, arma um plano de extorsão da família de Horácio, com a ajuda de sua amiga, a prostituta Nádia (Sylvia Prado).
 
Numa história que remete à amoralidade e à impunidade, tendo no centro uma família criminosa e disfuncional, o filme poderia reivindicar um parentesco com os universos ficcionais criados por Nelson Rodrigues ou Neville de Almeida. Entretanto, até na sordidez a ironia é bem-vinda para dar ao seu retrato uma força humana. Talvez por inexperiência, embarca seus personagens numa trama rocambolesca desprovida destas nuances, tornando-se, não raro, gratuitamente desagradável e não contundente o bastante para alçar um voo dramático maior.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança