Deslembro

Deslembro

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Vivendo na França com os pais e os meio-irmãos desde que era pequena, Joana praticamente não tem memórias do Brasil, onde nasceu, e que seus pais deixaram por conta da perseguição à sua militância política. Em 1979, com a Anistia, sua mãe decide levar a família de volta ao Brasil. Joana entra em crise, porque não conhece o país onde nasceu e no qual desapareceu seu pai, cuja história ela mal conhece.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

30/01/2019

A diretora Flávia Castro, já premiada com o documentário Diário de uma Busca (2010), envereda pela ficção para contar uma história que igualmente se nutre de sua própria biografia.  Sua protagonista é a adolescente Joana (a impressionante Jeanne Boudier), filha de militantes políticos antiditadura, que cresceu no exílio, entre a América do Sul e a França, onde vive agora, com a mãe (Sara Antunes), o padrasto e seus dois meio-irmãos menores.
 
Em 1979, com a aprovação da Anistia, sua família decide voltar ao Brasil, para o profundo desgosto da garota. Seu país natal, finalmente, lhe é totalmente estranho. Nesse retorno, a jovem vê-se confrontada não só com os fenômenos naturais da idade, como a descoberta do próprio corpo, como com as revelações sobre o passado familiar. Afinal, seu pai biológico é um dos desaparecidos políticos do país e ela pouco sabe sobre isso - a mãe, finalmente, nunca enfrentou muito de frente esta ausência.
 
Com muita delicadeza, a diretora, que também assina o roteiro, desenvolve este perfil de uma família amorosa e também fraturada, que teve seus caminhos marcados a ferro e sangue pela militância política – assunto que a diretora conhece profundamente, porque foi essa sua história pessoal - Flávia também passou pela experiência do exílio, ainda criança, porque seus pais eram militantes de movimentos contra a iditadura militar. O foco está na geração da garota Joana, que cresceu sob o impacto das escolhas dos pais e teve que fazer seu próprio rumo, num país igualmente fragmentado.
 
Destaca-se no elenco Eliane Giardini, como a avó, que será, para a menina, uma fonte preciosa para preenchimento das lacunas soibre a figura paterna.

Neusa Barbosa


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança