A nossa espera

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Olivier é um operário empenhado e militante sindical. Enfrentando pressões no trabalho, numa época de aumento de produção e ameaças de demissão, ele enfrenta o súbito desaparecimento da esposa, Laura. Agora, ele tem que lidar também com as necessidades imediatas dos dois filhos, Elliot e Rose, de 9 e 6 anos.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

19/12/2018

Guillaume Senez está se tornando o diretor da paternidade em crise. Foi assim em seu primeiro longa, 9 meses (2016), e prossegue neste segundo, A nossa espera, que teve sua première na Semana da Crítica de Cannes 2018.
 
Assumidamente, o novo filme inspira-se nas próprias vivências de Senet a partir da separação de sua mulher e dos filhos. No centro da história, está Olivier (Romain Duris), um engajado operário, sindicalista atuante. Ele está sempre na linha de frente de um quase permanente duelo a frio com sua chefe em prol de manter as melhores condições de trabalho para sua equipe, sem deixar de ser um coordenador impecável no desempenho de suas funções.
 
O trabalho e a militância sindical consomem, no entanto, a maior parte do tempo e da energia de Olivier, o que se torna motivo de mágoa por parte de sua mulher, Laura (Lucie Debay). Ela sente o peso do cuidado exclusivo da casa e dos dois filhos, Elliot (Basile Grunberger) e Rose Lena Girard Voss), de 9 e 6 anos. Há todo um acúmulo de palavras não-ditas, de queixas não-respondidas neste relacionamento entre Laura e Olivier, o que finalmente produz um resultado inusitado – Laura repentinamente desaparece, sem nem mesmo buscar os filhos na escola, não deixando qualquer aviso.
 
O desastre ameaça desabar neste lar. Olivier não tem a menor ideia de como cuidar dos filhos sozinho. Não sabe sua rotina de alimentação nem tem qualquer noção do que deve fazer a cada dia simplesmente para que os dois vão à escola. Esta era, afinal, até agora, uma típica casa onde vigorava uma divisão tradicional de papeis, cujo funcionamento dependia visceralmente de Laura.
 
Pai e filhos compartilham o choque e as dores desta perda, tornada mais traumática diante da falta de explicações. Afinal, o que aconteceu com Laura? Ela partiu voluntariamente ou algo lhe aconteceu? Havia um outro homem? Tudo isto e muito mais soma-se ao cotidiano já por si exigente de Olivier, que ameaça desabar junto com tantas solicitações. E as crianças, por sua vez, enxergam as coisas por outro ângulo, o que não torna sua posição menos difícil.
 
Ator sensível, Romain Duris compõe com uma entrega extraordinária este personagem extremamente humano, forte e frágil no olho do furacão. O filme gravita em torno dele, expondo seu tema de fundo, a relação homem-mulher, não só a conjugal. No caso, a de Olivier com sua própria mãe, Joëlle (Dominique Valadié), a irmã, Betty (Laetitia Dosch), e uma colega de trabalho, Claire (Laure Calamy).
 
É neste relacionamento com as três, que entram mais em sua vida para ajudá-lo na crise, que outras características da personalidade do protagonista saltam à vista. Nestes confrontos, ora amorosos, ora conflitantes, com o trio, criam-se situações que enriquecem os pontos de vista que o filme consegue contemplar. Algumas das melhores cenas são as discussões entre os irmãos Olivier e Betty, a figura que mais desmascara suas limitações para enxergar Laura, o que pode explicar seu sumiço. A própria mãe dele, igualmente, manifesta alguns sinais de compreensão sobre os sentimentos da nora desaparecida.
 
O filme não pretende realmente justificar Laura – o que é uma opção compreensível, mas também questionável. O ponto de vista dela, afinal, falta, para uma compreensão mais profunda do que ocorre, ainda mais que o julgamento de uma mãe que abandona os filhos nunca é menos do que implacável. Senez, no entanto, opta por deixar em aberto esse aspecto, preferindo oferecer espaço a uma solidariedade natural com um pai eventualmente confuso, mas nunca menos do que empenhado e sincero.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança