Detetives do Prédio Azul 2 - O mistério italiano

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Sol, Pipo e Bento se inscrevem num concurso de música, mas os organizadores, um casal de irmãos-bruxos, sequestram as crianças. Caberá ao trio de detetives voar (de vassoura mágica) até a Itália e desvendar o mistério.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/12/2018

O que há de mais bem-sucedido em Detetives do Prédio Azul – Mistério italiano, segundo filme para cinema baseado na famosa série de televisão, deve-se muito ao carisma do trio de atores e atriz mirins que interpretam os protagonistas. Letícia Braga, Pedro Henriques Motta e Anderson Lima sustentam o longa em seus ombros. Não fossem eles, o resultado não iria além de um episódio de televisão mais alongado e com orçamento mais gordo, que permite, inclusive, cenas na Itália.
 
Sol, Pipo e Bento, os personagens do título, querem inscrever-se num concurso musical e montam uma banda. Berenice (Nicole Orsini, também bastante bem no filme), a vizinha invejosa que é rejeitada pelo grupo, decide vingar-se. Talvez não fosse nada demais se ela não fosse uma bruxa e, com seus poderes, passar o trio para trás no concurso promovido por Máximo (Diogo Vilella) e sua irmã, Mínima (Fabiana Karla). A dupla, porém, é um par de bruxos que precisa extrair uma substância do canto de crianças para que Máximo não morra.
 
Tudo serve, na verdade, como uma desculpa para deslocar a ação até a Itália, onde acontece uma Convenção de Bruxos e para onde Máximo leva as crianças sequestradas e as obriga a cantar, sem que elas saibam o que está acontecendo. Os Detetives do Prédio Azul, que foram eliminados da competição por Berenice, desvendam o mistério e vão para uma cidadezinha italiana encontrar o avô de Pipo (Antonio Pedro, que se diverte tanto quanto as crianças aqui), que os ajudará a resgatar os sequestrados.
 
Dirigido por Vivianne Jundi – que tem no currículo episódios da série na televisão e novelas bíblicas da Record – Detetives do Prédio Azul 2 – O mistério italiano é um tanto burocrático na sua construção, seja do visual quanto da narrativa, com roteiro assinado por Flavia Lins e Silva e L.G. Bayão. Parece não existir – fora a locação e outras extravagâncias que o orçamento permite – uma preocupação em fugir do aspecto televisivo que originou o longa. E isso talvez seja mantido para não decepcionar os jovens fãs acostumados com a série. O filme é feito para eles – e só para eles. 

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança