Slender man - Pesadelo sem rosto

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Wren, Hallie, Chloe e Katie são quatro amigas inseparáveis de uma escola de ensino médio no interior de Massachussets. Um dia, por curiosidade, entram na internet e assistem a um vídeo que poderia invocar uma criatura misteriosa, o Slender Man. Dias depois, uma delas desaparece e as outras passam a ser atormentadas por acontecimentos estranhos.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

16/08/2018

O tempo passa, a era digital avança, mas algumas coisas nunca mudam – como demonstra este flme de terror genérico, que parte de uma lenda da internet, supostamente criada por um certo Victor Surge, na verdade, Eric Knudsen – que é creditado como inventor do personagem Slender Man, uma espécie de Bicho Papão dos tempos atuais.
 
Tudo começa numa cidadezinha de Massachussets, daquelas em que ume escola de ensino médio estará no centro dos acontecimentos – afinal, adolescentes são o público-alvo da indústria de sustinhos do cinema. Da escola saem as quatro amigas inseparáveis, Wren (Joey King), Hallie (Julia Goldani Telles, que é filha de mãe brasileira), Chloe (Jaz Sinclair) e Katie (Annalise Basso).
 
Instigadas pela curiosidade dos meninos por este misterioso Slender Man, elas decidem, numa noite na casa de Katie, entrar na internet e assistir ao vídeo para invocá-lo. Nada muito específico acontece na hora, como sempre. Dias depois, durante uma excursão escolar, Katie simplesmente desaparece.
 
O medo se instala nas outras três, que começam a pesquisar como poderão encontrar Katie – ou trazê-la de volta, mediante um processo pseudo-sobrenatural de compensação à criatura mítica, um homem sem rosto com longos braços, que costuma esconder-se na floresta, para onde consegue atrair suas vítimas.
 
Diretor francês radicado na América, Sylvain White segue a cartilha tradicional deste tipo de filme. Ainda que o quarteto feminino na liderança da história possa ter causado algum otimismo de saída, esta sensação rapidamente se dissolve numa narrativa apoiada em clima capenga, situações previsíveis e que não conta sequer com efeitos especiais surpreendentes.
 
É mais um daqueles filmes de terrorzinho em que os adolescentes parecem não ter pais ou moram numa cidade sem adultos – eles nunca estão em casa e quase não são vistos – e toda a histeria deflagrada por uma suposta aparição fantasmagórica serve como uma espécie de substituto punitivo para um despertar sexual que não pode aparecer. Na única situação romântica, envolvendo Hallie e Tom (Alex Fitzalan), as alucinações causadas pelo maligno compridão chegam na hora exata para cortar qualquer clima.
 
Tragicamente, o aspecto mais assustador ligado a Slender Man vem da vida real, lembrando o caso de duas garotas de 12 anos, nos EUA, que há poucos anos tentaram assassinar uma colega supostamente sob a influência da lenda. As duas foram detidas e internadas em instituição de saúde mental.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança