Acrimônia - Ela quer vingança

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Melinda e Robert viveram uma grande história de amor. Casados, ela trabalhou de todo modo para que ele tentasse vender um grande projeto a uma empresa. Quando ela perde tudo, se divorcia dele. Mas aí o sucesso sorri ao ex. Ela não se conforma e passa o tempo atrás de vingança...


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

18/07/2018

Difícil entender o que passou pela cabeça de uma boa atriz como Taraji P. Henson (Estrelas do nosso tempo) para estrelar um drama tão trash quanto Acrimônia – Ela quer Vingança. A referência clara, chamada pelo título, é o bom e velho Atração Fatal (1987). Mas os exageros inacreditáveis deste novo filme, escrito e dirigido por Tyler Perry e com um elenco majoritariamente afro-americano, tornam o filme de 31 anos atrás, estrelado por Glenn Close e Michael Douglas, um primor de sutileza, em comparação.
 
O público deve ficar alerta para o novelão que se aproxima desde as primeiras sequências, que mostram Melinda (Taraji) num tribunal, sendo advertida por seu assédio incansável ao ex-marido, Robert (Lyriq Bent). Obrigada judicialmente a uma terapia, Melinda começa então a compartilhar as razões de sua “mágoa de caboclo”, narrada em flashback.
 
A jovem Melinda (Ajiona Alexus) era apenas uma mocinha ingênua, apaixonada por Robert (Antonio Madison), que então não tinha onde cair morto. Órfão, cursando uma faculdade com bolsa de estudos, ele guardava no bolso uma ideia potencialmente genial, que ele tenta, sem êxito, vender para uma grande indústria.
 
Herdeira de uma casa e de uma soma em dinheiro quando a mãe morre, Melinda não ouve suas irmãs e começa a dilapidar essa herança para bancar o sonho de Robert, que se torna seu marido. Nos próximos anos, ela vai sacrificar simplesmente tudo, inclusive seus próprios estudos, além dos bens, para trabalhar dia e noite em favor dele, que não abre mão de sua utopia e tem apenas empregos ocasionais.
 
Delineando esta narrativa em tintas bem maniqueístas, o filme vai carregando nos tons. A Melinda madura tornou-se um poço de amargura que, finalmente, cria coragem para divorciar-se apenas quando simplesmente perdeu tudo. Neste momento, há uma virada na vida de Robert e a ex- simplesmente não se conforma. Não aceita que o sucesso tenha chegado para ele apenas depois que ela saiu de cena. E ele tem uma nova mulher.
 
Para quem gosta de novelão e curte algumas sequências trash – as cenas a bordo de um iate são simplesmente o auge disso -, este é o filme. Quem sabe até alguns darão algumas risadas de tanto exagero e ideia ruim juntos. Muitos, no entanto, se irritarão mortalmente, especialmente no final de um filme que não acrescentará simplesmente nada a uma atriz competente como Taraji – sua personagem é, simplesmente, uma das piores coisas do cinema contemporâneo, coisas do tipo que é melhor esquecer o quanto antes.

Neusa Barbosa


Trailer


Comente
Comentários:
  • 13/11/2018 - 16h14 - Por mariana Tem vários filmes que são dos meus favoritos e fiquei espantada quando descobri que o diretor era Babak Najafi, uma vez mais me surpreendi com a sua nova produção. Proud Mary tem uma forma especifica de dirigir e levar o espectador passo a passo com a história. É um diretor que é reconhecido por causa da qualidade dos seus trabalhos.
  • 14/11/2018 - 12h52 - Por ximena Acrimônia é optimo! Eu amo todos os filmes de atriz Taraji P. Henson, atualmente o meu preferido é Proud Mary. Tem vários filmes que são dos meus favoritos e fiquei espantada quando descobri que o diretor era Babak Najafi, uma vez mais me surpreendi com a sua nova produção. Proud Mary tem uma forma especifica de dirigir e levar o espectador passo a passo com a história. É um diretor que é reconhecido por causa da qualidade dos seus trabalhos.
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança