Você nunca esteve realmente aqui

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 2 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Joe é um veterano da Guerra do Golfo que ganha a vida fazendo serviços de segurança. Até o dia em que é contratado para resgatar uma garota que foi sequestrada e levada para um bordel.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

11/07/2018

A escocesa Lynne Ramsay é uma maiores cineastas em atividade atualmente – mas apenas metade da sua filmografia de longas chegaram ao circuito brasileiro: Precisamos falar sobre o Kevin e agora Você nunca esteve realmente aqui. Essa deficiência é mais culpa dos distribuidores brasileiros do que dela, na verdade. Mas o novo longa, exibido e premiado em Cannes 2017, pode dar uma certa dimensão de sua obra, mas não cobre, obviamente, a sua amplitude.
 
Ramsay – que também dirigiu Morvern Callar (um dos maiores filmes deste século) e O lixo e o sonho – é uma espécie de cronista da vida daqueles que não pertencem, daqueles que vivem num limbo entre a sociedade normatizada e a completa marginalidade. Veja, por exemplo, a protagonista de Precisamos... interpretada por Tilda Swinton, a mãe de um garoto que cometeu uma atrocidade. Ela não sabe se é culpada pelas ações do filho ou não – essa dúvida se instaurou porque, na verdade, nunca quis ser mãe e nunca, ao seu ver, foi uma boa mãe.  
 
O protagonista de Você nunca esteve realmente aqui é interpretado por Joaquin Phoenix (merecidamente premiado em Cannes), um veterano da Guerra do Golfo, solitário, que vive com a mãe idosa (Judith Roberts) e ganha a vida salvando garotas vítimas do tráfico de mulheres. Fantasmas do passado o consomem – como uma infância abusiva e um grupo de garotas que não conseguiu resgatar. Sua nova missão é salvar a filha de um político (Alex Manette), sequestrada e localizada num bordel de luxo.
 
Nina (Ekaterina Samsonov) é uma adolescente loira, angelicalmente melancólica, que parece saída de um filme de Sofia Coppola, com seu cabelo liso cobrindo metade do rosto e postura encurvada. Segundo consta, ela sumiu de casa depois que a mãe se matou. À medida em que Joe, sem querer, se embrenha na história para resgatar a menina, no entanto, uma conspiração política parece ser a raiz de algo bem maior.
 
Ramsay também é autora do roteiro premiado em Cannes, escrito a partir da novela homônima de Jonathan Ames. Fiel ao livro, o filme é curto e direto. A diretora não se rendeu à tentação de expandir a trama e os personagens, assim, mantém o controle absoluto de uma tensão quase insuportável que cresce com a trilha de Jonny Greenwood – aqui, se superando até em relação à sua parceria com Paul Thomas Anderson.
 
Ao contrário de Morven Callar e Precisamos..., o filme é protagonizado por um homem, mas o Joe de Phoenix traz consigo o mesmo DNA da solidão e do autoquestionamento das duas mulheres dos outros filmes. Resgatar vítimas de abuso talvez seja uma forma de fazer as pazes com sua infância, quando era sistematicamente abusado pelo pai. Já compararam Joe a Travis Bickle, o protagonista de Taxi Driver (no pôster francês, por exemplo, a frase “O Táxi Driver do século XXI" é maior do que o título do longa), e os paralelos são quase inevitáveis (veterano de guerra, vítima jovem e loira, prostituição, sub-trama política). Mas Ramsay tem seu estilo próprio. Formalmente, seu filme é uma porrada maior que o de Scorsese. A fotografia, assinada por Tom Townend, é crua como tudo no filme, desde suas cores até a trajetória de Joe e Nina – duas pessoas precisando ser urgentemente resgatadas de si mesmas.
 
Você nunca..., certamente, não é o melhor trabalho de Ramsay – embora ainda seja grande – mas é um dos filmes mais tensos dos últimos tempos. Cada cena conta, cada momento ruma a um crescendo, no qual o jorro de sangue não é tímido. Nem o cinema dessa diretora o é. Para alguns, pode parecer mero exibicionismo formal, mas o que ela é capaz de extrair de dentro de cada um de seus e suas protagonistas não é pouca coisa. 

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança