Os estranhos - Caçada noturna

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Uma família sai em viagem de carro antes de mandar a filha para um internato. Durante a noite, fazem uma parada num parque de trailers, onde são perseguidos por um trio de psicopatas usando máscaras.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

09/05/2018

Os estranhos - Caçada noturna chega aos cinemas uma década depois do filme original, Os Estranhos, dirigido por Bryan Bertino e protagonizado por Liv Tyler. Aqui, sob a direção de Johannes Roberts, em comum mesmo, apenas o mote: um trio de mascarados que sadicamente matam desconhecidos pelo simples prazer de os fazer sofrer e matar. Enfim, puro torture porn.
 
Se, no original, estavam em cena atores relativamente conhecidos como Tyler e Scott Speedman, aqui os protagonistas são genéricos e pouco famoso – excetuando Christina Hendricks, da série Mad Man – o que torna intrigante a ordem das mortes. Como se sabe, no gênero, geralmente os mais desconhecidos são os primeiros a morrer; assim, como lidar com essa "hierarquia" aqui? Roberts, é bem verdade, não lida bem com coisa alguma e os 85 minutos do filme parecem infindáveis em sua obviedade e exercício de gore.
 
O filme começa com uma família numa viagem antes de mandar a filha problemática, Kinsey (Bailee Madison) para um colégio interno. No carro estão os pais (Hendricks e Martin Henderson) e o irmão mais velho (Lewis Pullman). No meio do caminho, eles param para passar a noite no acampamento de trailers de propriedade de um casal de tios mais velhos. E é aí onde acabam perseguidos e aterrorizados por três figuras mascaradas: uma garota com cara de boneca (Emma Bellomy), outra de pin-up (Lea Enslin), e um homem com um saco na cabeça (Damian Maffei).
 
O resultado é tão genérico como seu elenco, como qualquer filme com um psicopata – tal qualquer um Sexta-feira 13, com 3 Jasons e 4 vítimas. As máscaras das garotas levemente lúdicas já perderam o efeito de ironia e terror, pois foram usadas à exaustão. E o comentário que o filme gostaria de fazer sobre a anarquia já deixou de ser pertinente diante da série de longas que começou com Uma noite de crimes, de 2013. 

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança