A natureza do tempo

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Três histórias na Argélia do presente, investigam as feridas históricas de um país que enfrentou uma guerra civil recente, protagonizadas por um construtor, uma jovem prestes a se casar com um homem mais velho e um neurologista.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

18/04/2018

Em seu primeiro longa, A natureza do tempo, o argelino Karim Moussaoui investiga feridas históricas e pessoais de seu pais e conterrâneos. Por meio de três histórias que não necessariamente se conectam, mas complementam, ele busca o etos de uma nação ainda sob as consequências de uma guerra civil que durou mais de dez anos, e terminou em 2002.
 
A primeira trama tem como protagonista um construtor de meia idade, Mourad (Mohamed Djourhri), cuja atual mulher (Aure Atika) quer voltar para a França, mas ele ainda tem problemas com sua primeira esposa (Sonie Mekkiou). Para complicar sua vida, ele testemunha um ato de violência na rua, mas não reporta à polícia.
 
A segunda parte, a melhor do filme, tem como protagonista Djalil (Mehdi Ramdani), funcionário de Mourad, que dirige os seus vizinhos e a filha deles, Aïcha (Hania Amar), a um lugar num sul árido, onde ela irá se casar com um homem mais velho. A garota e o rapaz têm uma história de amor mal resolvida do passado, e essa é a única chance de dar cabo disso.
 
Por fim, o último segmento é protagonizado por um neurocirurgião, Dahman (Hassan Kachach), que descobre ser centro de fofoca na qual se diz que ele participou de um estupro coletivo durante os anos de 1990, auge da guerra civil. Essa parte talvez seja a que melhor converge o tema-central do longa sobre a necessidade de cura de toda uma nação destroçada por anos de conflito interno.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança