Tudo que quero

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Wendy é uma garota autista que vive num lar sob supervisão, pois sua irmã, casada e com um bebê, não consegue cuidar dela. Ela sonha um dia poder voltar a viver com a irmã e também é apaixonada pelo universo Star Trek. Pòr isso, escreve um roteiro para um concurso. Para entregá-lo, foge do lar e vai a Los Angeles.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

05/04/2018

A comédia dramática Tudo que Quero é uma jornada de crescimento tanto para sua protagonista, a jovem autista Wendy, quanto para sua intérprete, Dakota Fanning. Aos 24 anos, a atriz que começou a carreira aos 6 anos, numa ponta na série Plantão Médico (2000), demonstra segurança ao abraçar papeis mais adultos e carregados de nuances, como este.
 
Baseado em peça de Michael Golamco, roteirizada pelo próprio autor, o diretor Ben Lewin conduz a personagem na maior aventura de sua vida. Garota que mora num lar sob supervisão, sob o comando da psicóloga Scottie (Toni Collette), Wendy adquiriu relativa autonomia, seguindo uma minuciosa lista de tarefas diárias, envolvendo higiene e vestuário, e até mantendo um trabalho externo, numa lanchonete próxima. Esta rotina lhe dá segurança mas, emocionalmente, ela ainda sente limitações para um contato mais próximo, não conseguindo fixar alguém nos olhos mais do que alguns segundos. Fora isso, ela tem eventualmente problemas para controlar seus acessos de raiva, o que leva a irmã Audrey (Alice Eve), que é casada e mãe de um bebê, a não aceitar a ideia de aceitá-la de volta para viver com ela.
 
A grande paixão da vida de Wendy é a série Star Trek, cujos detalhes ela conhece de cor. Assim, cai sob medida um concurso realizado pelo estúdio Paramount para premiar um roteiro neste universo. O plano era enviar seu trabalho pelo correio, mas uma série de incidentes, decorrentes da visita da irmã, impediram este envio na data apropriada. Assim, Wendy decide escapar de seu mundinho protegido, ultrapassando seus limites geográficos e emocionais e embarcando num ônibus, de San Francisco a Los Angeles.
 
Os imprevistos começam a partir do momento em que seu cachorrinho a segue, obrigando a mocinha a escondê-lo no ônibus (onde a presença de animais é proibida). Outros encontros expõem Wendy a perigos desconhecidos. Tudo é novo e exige reações a estímulos imprevistos, rompendo a rotina que a deixava confortável. Mas Wendy revela também que tem mais recursos do que ela mesma e o público imaginavam. Enquanto isso, Scottie e Audrey se desesperam à sua procura.
 
Embora não evite clichês para entregar sua história, o filme de Ben Lewin é bem-sucedido ao menos no aspecto de manter a dignidade de sua protagonista, permitindo-lhe nuances e fugindo de um enfoque piedoso. Algumas interações, como com um policial (Patton Oswalt) igualmente fascinado pelo mundo Star Trek, contribuem para que o resultado final não seja nada ruim.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança