Medo profundo

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Lisa ouviu de seu namorado que ele estava terminando o romance porque ela era muito chata. Para provar que ele está errado, na companhia da irmã, ela viaja para o México e acaba presa numa gaiola, no fundo do oceano, cercada por tubarões.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

02/02/2018

Dirigido por um homem, Johannes Roberts, e escrito por ele e mais um outro, Ernest Riera, Medo profundo é um filme em que duas mulheres acabam correndo risco de vida só para mostrar para o ex-namorado de uma delas que ela não é tão chata e careta quanto ele a acusou de ser quando terminaram o romance.
 
Lisa (Mandy Moore) quer provar que é festeira e ousada e viaja com sua irmã mais nova, Kate (Claire Holt) para o México, onde além de curtir a noite até não poder mais, topa nadar com tubarões no fundo do mar. Para isso, entram num barco capitaneado pelo personagem de Matthew Modine e depois, em alto mar, numa gaiola de ferro, que será submergida, elas apreciarão os tubarões que as atacarão sem sucesso.
 
Esse era o plano inicial, mas a gaiola se solta e afunda até 47 metros. As duas irmãs, sem comunicação e sem a possibilidade de subir para a superfície, conhecem a profundidade do oceano de perto. O conceito é batido – não muito tempo atrás, Águas Rasas fez mais ou menos a mesma coisa com resultados mais eficientes.
 
O filme é sobre a sobrevivência da dupla que, impressionantemente, desperdiça oxigênio com frases patéticos como “O tubarão quase me pegou” e “O ar está acabando” – se não tivesse diálogos seria mais eficiente. E o fato das atrizes usarem máscara de mergulho o tempo todo limita bastante as possibilidades de suas intepretações. Ainda assim, Roberts limita seu filme ao minimalismo de acompanhar a saga da dupla no fundo do mar, criando tensão e uma reviravolta no final.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança