A Maldição da Casa Winchester

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Sarah Winchester é a milionária viúva, herdeira da famosa fábrica de armas que leva o nome da família de seu marido. Ela constrói uma mansão nos EUA e acredita que assim poderá ajudar as almas daqueles que foram vítimas de tiros dados por armas de sua empresa.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

01/02/2018

A maldição da casa Winchester começa com um letreiro dizendo ser “baseado em fatos reais”. Mas, nos tempos da pós-verdade, qualquer coisa pode ser um fato real: até a premissa risível desse terror dirigido pelos gêmeos Michael e Peter Spierig (Jogos Mortais - Jigsaw). De qualquer forma, o filme parte de algo real: Sarah Winchester – aqui interpretada por Helen Mirren – viúva e herdeira da lucrativa empresa de rifles que leva o nome da família do seu marido. No final do século XIX, depois de perder o marido, ela constrói uma casa repleta de escadas, passagens, cômodos – é um trabalho que não tem fim. Sempre há pedreiros fazendo algo novo na mansão. Tudo isso porque um médium assim a orientou a fazer.
 
A casa, em San Jose, na California, é real, assim como suas passagens e afins. A fantasia do filme é explicar que Sarah criou isso tudo porque precisava expurgar todas as vítimas de tiros disparados por uma arma Winchester. Por conta disso, a protagonista também quer mudar o foco dos negócios e produzir patins, o que não agrada aos diretores da empresa, que contratam um médico, Eric Price (Jason Clarke), para dar um laudo sobre a sanidade dela e poderem afastá-la da empresa.
 
O que complica as coisas é que Price não só é viciado em láudano, como também viúvo de uma vítima de um tiro de uma Winchester – se o filme não fosse risível até então, nesse momento ele se tornaria. Depois que o médico se muda para a casa, o filme se torna uma sucessão de sustos enfadonhos, diálogos tolos e até uma sequência em que uma criança sonâmbula cai de um parapeito, mas é salva pelo médico. Ufa!
 
Sarah, além de todo empenho para salvar as almas penadas, também é médium com dotes arquitetônicos. Ela psicografa as plantas dos cômodos onde os espíritos foram mortos e os constrói para salvá-los da danação. Em todo o caso, este deve ser o primeiro e provavelmente único filme sobre fantasmas advogando pelo controle de armas.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança