Amante por um dia

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Depois de se separar do namorado, Jeanne volta a morar com o pai e descobre que ele tem uma namorada da mesma idade que ela. Depois de uma rivalidade inicial, as duas moças tornam-se amigas.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

01/02/2018

Em Amante por  um dia, Philippe Garrel, como não poderia deixar de ser, volta ao tema que lhe é caro: o amor com suas alegrias, dores e dificuldades de superação quando acaba. Por mais que seja o tema que ecoa em toda a obra do cineasta, inesperadamente, há um frescor aqui que há muito faltava aos seus filmes. Novamente em preto e branco, o filme acompanha os encontros e desencontros amorosos de duas moças que se tornam amigas por forças das circunstâncias.
 
Jeanne (Esther Garrel) é uma universitária que briga com seu namorado e volta para a casa do pai, Gilles (Éric Caravaca). A grande surpresa é encontrar uma garota mais ou menos de sua idade morando com ele. Trata-se de Ariane (Louise Chevillotte) e se, de início, há um estranhamento por parte da filha, com o tempo esse se dissipa e as duas se tornam amigas.
 
A dinâmica que se instala no trio sob o mesmo teto tem toques cômicos. As garotas tornam-se confidentes e escondem de Gilles segredos mútuos. É com muito esforço que Ariane trará o prazer de viver de volta a Jeanne, que acha que sua vida acabou com o fim do seu antigo romance.
 
Erros e acertos, quase que rohmerianos, unem e separam personagens e o ciúmes tem um peso nisso tudo – o que não é novidade em Garrel. O roteiro, assinado pelo diretor, sua mulher Caroline Deruas-Garrel, Jean-Claude Carrière e Arlette Langmann, transita entre a inocência e a perversidade com personagens marcantes.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança