Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas

Ficha técnica

  • Nome: Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas
  • Nome Original: Professor Marston & the Wonder-Women
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: EUA
  • Ano de produção: 2017
  • Gênero: Drama
  • Duração: 108 min
  • Classificação: 16 anos
  • Direção: Angela Robinson
  • Elenco: Luke Evans, Rebecca Hall, Bella Heathcote

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

A história de Wiliam Marston e suas duas mulheres, que serviram de inspiração para a criação da personagem da Mulher-Maravilha.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

29/11/2017

Mulher-Maravilha, a super heroína das histórias em quadrinhos que encantou o público com sua mensagem feminista, no filme homônimo, dirigido por Patty Jenkins, existiu na vida real: é uma mulher em carne e osso, ou melhor, são duas mulheres em carne e osso que inspiraram o psicólogo William Moulton Marston na criação da personagem, em 1941.
 
Os bastidores da criação da heroína feminista, que enfrentou problemas com a liga de moralidade que fiscalizava o teor dos quadrinhos americanos, são retratados no filme Professor Marston e as Mulheres-Maravilhas, dirigido por Angela Robinson, que acompanha o relacionamento aberto de Marston (Luke Evans) e sua mulher, Elizabeth  (Rebecca Hall), com uma jovem estudante, Olive (Bella Heathcote). Escandalosas para os padrões da época, mesmo sendo mantidas sob relativa discrição,as práticas sexuais do trio serviram de inspiração para a construção da personagem, também arrojada para os padrões moralistas da época.
 
Olive, que acompanhava as aulas de Marston, que procurava desenvolver uma teoria comportamental sobre as mulheres, é convidada pelo professor a ajudá-lo na pesquisa. De início, ele encontra resistência da esposa, que percebe a atração do marido pela bela jovem, mas acaba aceitando quando percebe que Olive também está apaixonada por ela.
 
O envolvimento amoroso e intelectual entre os três fortalece o relacionamento durante algum tempo, até que rumores sobre esse arranjo insólito começam a interferir na vida profissional e pessoal dos amantes.
 
Alternando passado e presente, até chegar à criação da personagem de HQ, que se dá no último terço do filme, a diretora apresenta as teorias psicológicas de Marston e identifica traços na personalidade e no comportamento das duas mulheres que, somados, comporão Mulher-Maravilha.
 
Talvez os aficionados pela personagem não saiam completamente satisfeitos com os caminhos trilhados por Angela Robinson, mas a história que ela escolheu contar é dos três amantes que tiveram que lutar contra o moralismo e a censura para viver suas próprias vidas. A Mulher-Maravilha, que hoje todos admiram, não existiria se eles tivessem desistido de suas escolhas quando a sociedade cobrou seu preço.

Luiz Vita


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança