Pelé - O nascimento de uma lenda

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 3 votos

Vote aqui


País


Sinopse

Mineiro radicado em Santos (SP), o menino Dico começa a mostrar talento para o futebol, resgatando o sonho de uma carreira que seu pai, Dondinho, teve que interromper. Um olheiro levará o menino até o Santos, com uma chance para o garoto de 17 anos chegar à Copa do Mundo da Suécia, em 1958, quando ele viraria o mito Pelé.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

12/10/2017

Num país que conhece e cultua a figura do jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, o filme assinado pelos norte-americanos Michael e Jeff Zimbalist gera uma estranheza enorme, a começar pelas filmagens terem sido originalmente em inglês, apesar de boa parte dos atores serem brasileiros. No lançamento brasileiro, o filme circulará, segundo a distribuidora Europa, em sua maioria, em cópias dubladas em português, nem sempre com vozes dos atores originais.
 
Outras estranhezas se somarão pelo caminho, como os arredores de Santos nos anos 1950 serem retratados como idênticos a favelas cariocas do século 21 – talvez uma “licença poética” decorrente do documentário Favela Rising, assinado por Jeff Zimbalist.
 
O efeito dessas discrepâncias, às quais, ao longo do filme, se somarão muitas outras, terminam roubando muito do fascínio inegável da história que se pretende contar, sobre a infância e adolescência de um menino pobre que saiu de Santos, na Copa de 1958, para brilhar, com apenas 17 anos e fazer uma trajetória, até hoje, inigualada.
 
Nenhuma culpa deve ser atribuída aos jovens atores que interpretam Pelé, Leonardo Lima na infância, Kevin de Paula na adolescência, todos com muita garra e empenho. Muito menos a Seu Jorge, na pele do pai, Dondinho, e Mariana Nunes, a mãe, Celeste. Os atores tiram o máximo de um roteiro que, se acerta ao traçar uma linha que denuncia o racismo e a diferença social, põe tudo a perder com o excesso de liberdades tomadas em relação a figuras reais, como o jogador Mazzola – transformado num desafeto e rival de Pelé, apenas para atender a um desses insuportáveis clichês do mainstream de Hollywood.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança