Os meninos que enganavam nazistas

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Joseph e Maurice são dois irmãos adolescentes que precisam deixar Paris quando os nazistas começam a ocupar a cidade, em 1940. Para evitar desconfiança, a família se divide em grupos. Sozinhos, os dois meninos deverão seguir para Nice, onde todos se reencontrarão.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

27/07/2017

Baseado nas memórias do escritor Joseph Joffo, Os meninos que enganavam nazistas tem um título autoexplicativo que contém em si a sinopse do filme. No caso, os meninos são os dois irmãos Joseph (Dorian Le Clech), de 11 anos, e Maurice (Batyste Fleurial), de 16 anos, que precisam deixar Paris que está sendo ocupada pelos nazistas, em 1940, e os judeus, perseguidos.
 
A família precisa se separar para que a fuga não seja tão evidente. Os irmão mais velhos já foram embora, os meninos deverão partir agora, e os pais (Patrick Bruel e Elsa Zylberstein) irão depois. A família irá se reencontrar em Nice. Dirigido pelo canadense Christian Duguay (Belle e Sebastian: A Aventura Continua), o filme acompanha essa jornada até o reencontro.
 
A boa vida em Nice não dura muito, pois logo os nazistas também chegam à cidade, e, mais uma vez, a família Joffo precisa se salvar. Os meninos mais novos vão para um internato, no qual deverão dizer que são católicos. Mesmo assim, eles correm perigo ao sair em um passeio fora da escola.
 
Há diversos momentos que fazem justiça ao título do filme, e os garotos precisam se valer de sagacidade e alguma sorte para escapar dos nazistas cada vez mais presentes na França, contando com ajuda dos próprios franceses colaboracionistas. Esse é um tema espinhoso que o filme não se furta de abordar, embora encontre algumas saídas um tanto romantizadas para algumas questões.
 
Duguay sabe da força do material e não exagera no sentimentalismo – embora a trilha sonora seja quase onipresente e excessiva – e confia especialmente no olhar infantil diante das atrocidades. Le Clech, como o protagonista, tem uma presença marcante, em sua atuação natural e contida. Seu olhar se transforma ao longo do filme, ele amadurece enquanto perde a inocência diante de uma das grandes tragédias da humanidade.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança