O ornitólogo

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

O ornitólogo Fernando embrenha-se numa mata para uma missão científica. Quando acontece um acidente com seu caiaque, ele passa a ter que contar com seus próprios meios. E encontra figuras misteriosas e perigosas, como duas chinesas e um pastor.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

23/03/2017

Vencedor do prêmio de melhor direção em Locarno, o novo longa do realizador português João Pedro Rodrigues (Morrer como um homem) é um convite a deixar de lado todas as tentativas de classificação e embarcar numa aventura cinematográfica singular – e que, por sua iconoclastia, pode não agradar a muitos.
 
Um dos motivos é que Rodrigues, em seu roteiro original, incorpora fragmentos da biografia de ninguém menos do que Santo Antônio (nascido em Lisboa e patrono de Portugal), para compor a trajetória de seu protagonista, Fernando (Paul Hamy), o ornitólogo do título, pontuando essa jornada de homoerotismo, um tema recorrente em sua filmografia. E o faz, como de hábito, com grande apuro visual, mais uma vez associado ao diretor de fotografia Rui Poças.
 
Na primeira parte do filme, contemplativa e semidocumental, assiste-se a Fernando em sua tarefa de observação de pássaros numa floresta, cortada por um rio, que ele percorre também com seu caiaque. Nesta natureza idílica, ele tenta contato, por celular, com um certo Sergio – que o recorda, em mensagens insistentes, que tome sua medicação (cuja função permanece misteriosa até o final do relato).
 
Um acidente com o caiaque priva Fernando de boa parte de seus equipamentos e quase lhe custa a vida. Aí seu caminho se cruza com o de duas jovens chinesas (Han Wen e Chan Suan), que salvam sua vida. Aparentemente, as duas eram peregrinas a caminho de São Tiago de Compostela que se perderam. Mas sua aparente gentileza se traduz numa emboscada e Fernando acaba acordando totalmente amarrado com cordas e correndo risco de castração.
 
Ele consegue fugir e recuperar sua roupa e parte de seus equipamentos e erra sozinho pela floresta, já que seu mapa ficou com as duas chinesas. Seu próximo e estranho encontro – que remete um pouco a Luis Buñuel – é com um jovem pastor de ovelhas mudo, que se chama Jesus (Xelo Cagiao), e com quem Fernando viverá outro incidente crucial em seu novo destino.
 
Num clima fortemente marcado pela corporalidade – especialmente a masculina -, desenha-se um processo de transformação deste personagem, numa gradual passagem da ciência a experiências surreais e místicas, que acarretam inclusive a mudança de nome e ator – sintomaticamente, ele será Antônio, agora interpretado pelo próprio João Pedro Rodrigues (que fez a voz do personagem Fernando, vivido pelo ator francês Hamy), e será visto a caminho de Pádua, como o santo. Mas qualquer referência a religião, no entanto, é profundamente impregnada da vivência física, sensual e transgressora, que é a marca do trabalho de Rodrigues.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança