Através da sombra

Ficha tcnica


Avaliao do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 2 votos

Vote aqui


Pas


Sinopse

Laura é uma professora contratada para cuidar dos sobrinhos órfãos de um barão do café. Chegando à fazenda onde irá morar, percebe fenômenos estranhos. Aos poucos, desconfia de que sua antecessora está por trás disso.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crtica Cineweb

03/11/2016

Adaptação cinematográfica é complicado, pois não basta “levar o livro para as telas”,é preciso saber se apropriar do original, jogá-lo fora e fazer um filme. Um exemplo paradigmático disso é Apocalypse Now, baseado em Coração das Trevas, de Joseph Conrad. Em seu filme, Francis Ford Coppola pegou um romance de 1902, sobre a colonização no Congo belga, e o transformou num estudo sobre a alienação e a guerra do Vietnã. O resultado foi um dos maiores filmes de todos os tempos.
 
O brasileiro Walter Lima Jr, mesmo sendo menos ambicioso, não foi bem sucedido em sua adaptação de A Volta do Parafuso, do americano Henry James, publicado em 1898, e com roteiro assinado por Nelson Caldas, Adriana Falcão, Guilherme Vasconcelos e o próprio Lima Jr. Apesar das boas intenções, o grande problema de Através da Sombra está exatamente na reverência ao original, em não o tomar para si. A mera transposição da Inglaterra vitoriana para o Rio de Janeiro das fazendas de café não bastou.
 
A trama do filme segue a original de perto. Uma professora, Laura (Virginia Cavendish), é contratada por um homem rico (Domingos Montagner), para morar em sua fazenda no interior e cuidar dos sobrinhos Elisa (Mel Lisboa) e Antonio (Xande Valois), que está num colégio interno, mas logo será expulso e voltará à fazenda.
 
Depois de superar a resistência inicial da menina, Laura terá de enfrentar estranhas visões que a perturbam. Cada porta fechada da mansão em estilo colonial parece esconder um segredo, um fantasma – reais e imaginários.
 
Filmada diversas vezes – sendo a mais famosa versão Os inocentes, de 1961, dirigida por Jack Clayton, com Deborah Kerr, no papel principal –, a novela A Volta do Parafuso costuma ser interpretada como uma metáfora para a repressão sexual e dominação masculina numa sociedade extremamente recalcada. Porém, ao adaptar para o cenário brasileiro, Lima Jr poderia agregar alguma especificidade local, o que não ocorre.
 
O cenário que vemos, uma fazenda com resquícios coloniais (seja na arquitetura, seja nos empregados, a maioria negros), não faz surgir nada de peculiar no filme que sublinhe as tensões dessa realidade. O momento é a década de 1930, quando fazendeiros foram obrigados a queimar o café, e isso aparece como um mero pano de fundo. As tensões sociais e históricas, além do sincretismo religioso, que o filme parece timidamente apontar, se desmancham no ar, como a fumaça dos grãos queimados.
 
Virginia Cavendish, que também assina como produtora, é uma atriz competente e esforçada, embora existam limitações que não dependam dela. Uma dessas é a dupla de personagens-mirins, cujas atitudes e estridência soam século XXI demais para se acreditar serem crianças vivendo isoladas numa fazenda do começo do século XX. A direção de arte, de Clovis Bueno, assim como a fotografia, de Pedro Farkas, são caprichadas e contribuem na criação da fantasmagoria. Mas o resultado final é um tanto frio dada a reverência do diretor à obra original. É um daqueles casos em que o desrespeito ao original poderia fazer bem.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentrio:

Imagem de segurana